<
>

No Resenha ESPN, Rivaldo detalha como e por que 'peitou' Luxemburgo na seleção em 1999: 'Como é que é?'

Rivaldo, um dos maiores craques da história do futebol brasileiro e na seleta prateleira de melhores do mundo, é o convidado do Resenha ESPN desta semana. E no programa, que vai ao ar nesta sexta-feira, às 22h (horário de Brasília), na ESPN Brasil e no ESPN App, o ex-meia detalhou como e por que 'peitou' Vanderlei Luxemburgo na seleção brasileira em 1999.

O pentacampeão do mundo com a seleção brasileira em 2002 revelou os bastidores da relação com o técnico naquele ano, quando brigava pela conquista da Bola de Ouro. Porém, o então comandante do time nacional quase colocou tudo a perder. Teve até uma pequena 'treta' entre ambos durante a Copa América.

“Essa história eu vou resumir um pouquinho como foi: no jogo contra o México [na Copa América], você [Alex] jogou, fez gol, o segundo jogo, o primeiro foi contra a Venezuela, ganhamos de 7 a 0, tal... E o segundo foi contra o México. E você [Alex] fez gol neste jogo... e no segundo tempo eu fui expulso. No jogo seguinte, contra o Chile, você [Alex] arrebentou de novo, e aí o Luxemburgo colocou você e ganhamos de 1 a 0", começou a detalhar o ex-atleta, hoje com 48 anos.

"Chega no outro dia, o Luxemburgo me chama e diz: 'Aí, Paraíba... Legal o jogo ontem hein? Então, tô pensando em manter o mesmo time' Eu olhei pra ele assim e disse 'o que, professor?' É que assim, não é que eu tinha sido o melhor do mundo naquele ano, naquele momento eu era cotado para ser o melhor do mundo. Se ele me tira, ele me arrebenta, pô", explicou Rivaldo, que seguiu e detalhou como se acertou com o treinador.

"Aí, eu fiquei de cara feia com ele. De noite, ele voltou no meu quarto, foi perguntar se eu tinha ficado com raiva dele, eu falei que é claro que sim! Se ele me tira, ele me arrebenta! Ele falou que era o treinador e fazia o que quisesse. Depois, ele veio falar que fez aquilo pra me dar uma motivada... Mas no final das contas, ele me deu continuidade e eu acabei sendo o melhor da Copa América com cinco gols, mas ainda bem que eu dei uma peitada no Luxemburgo!”

Em 1999, um ano após ser vice-campeão do mundo com a seleção brasileira, Rivaldo estava no Barcelona e conquistou o Campeonato Espanhol daquela temporada, além de levantar a taça da Copa América disputada no Paraguai com a seleção de Vanderlei Luxemburgo.

Na disputa pelo prêmio Bola de Ouro, Rivaldo teve 91 dos 140 votos e chegou a 543 pontos, vencendo o inglês David Beckham e o centroavante argentino Gabriel Batistuta.