<
>

San Marino, a pior seleção do mundo, empata duas seguidas, e jogador chora: 'Um presente para meu pequeno, grande país'

Para muitas equipes do mundo, dois empates seguidos sem gols podem começar a significar algo ruim. Mas, para a seleção de San Marino, isso é um avanço e chega a emocionar seus atletas.

Foi o caso do defensor Dante Rossi. Depois do 0 a 0 contra Gibraltar, pela penúltima rodada da fase de grupos da Nations League, o jogador se emocionou em entrevista e começou a chorar falando sobre o feito.

“Eu disse que não iria chorar, mas eu vou. Esse é um presente para o meu pequeno, grande país. Para mim, é realmente um sonho, eu nem consigo falar muito. Minha família e minha esposa estão felizes”, disse em entrevista à RTV San Marino.

“Eu gostaria de agradecer a todos os meus companheiros e para toda comissão. Nós esperamos ficar aqui por muito tempo. Eu dedico esse empate para todo meu país. Nós somos um país pequeno, mas temos um coração enorme”, completou.

Esta foi a primeira vez na história da seleção que o time ficou dois jogos sem ser derrotada. O país possui, em sua história, somente uma vitória, contra Liechtenstein, em 2004, por 1 a 0.

Nessa edição da Nations League, San Marino encerrou sua participação com dois pontos conquistados ao todo, ficando na última posição do grupo D2, na última divisão da competição.