<
>

Nicola: veteranos do Palmeiras estão incomodados com postura de Patrick de Paula e Wesley

play
Wesley, sobre o novo técnico do Palmeiras: 'Espero que ele continue me colocando para jogar' (1:02)

Atacante nunca foi comandado por um treinador estrangeiro... Até agora (1:02)

O técnico português Abel Ferreira ainda não foi apresentado oficialmente pelo Palmeiras, mas assim que chegar ao clube já terá uma missão ingrata: administrar o relacionamento entre veteranos e jovens do elenco.

A informação é do jornalista da ESPN Brasil Jorge Nicola, publicada em seu blog no portal Yahoo!, neste sábado (31).

De acordo com Nicola, alguns jovens promovidos recentemente da base andam se estranhando com os veteranos. O exemplo dado por ele envolve Felipe Melo, 37, e Patrick de Paula, 21, que tiveram uma discussão mais forte.

O garoto foi chamado de folgado, e Felipe Melo, que não gostou de algumas atitudes que viu, decidiu enquadrar o meio-campista. O jornalista lembra que há pouco mais de uma semana o técnico Andrey Lopes deixou Patrick de Paula no banco contra o Tigre, da Argentina, no último compromisso pela fase de grupos da Copa Libertadores, como uma “correção”.

Há um entendimento de dirigentes do Palmeiras que o comportamento do jogador não tem sido profissional desde que ele recebeu uma proposta do Benfica de Jorge Jesus. A proposta foi de 10 milhões de euros, algo em torno de R$ 60 milhões.

Outra revelação palmeirense que tem recebido reclamações dos mais experientes do elenco é Wesley, 21, recordista de assistências no time principal. A queixa dos mais velhos é com o estilo rabugento do garoto.

Já Gabriel Veron, 18, e Gabriel Menino, 20, mais duas revelações promovidas neste ano, têm o comportamento com o elenco profissional elogiado. Ambos vêm fazendo boas apresentações e empolga os torcedores.

Nicola diz ainda que Abel Ferreira, técnico de 41 anos, que deixou o PAOK, da Grécia, na última sexta (30), terá de administrar os egos dentro do vestiário, ajustando meninos e veteranos, além de buscar os resultados.

Pelas redes sociais, o Palmeiras se manifestou e negou qualquer tipo de problema no relacionamento entre os jogadores do elenco.

"O grupo todo do Palmeiras recebeu muito bem os atletas da base e contribuiu para sua evolução. É um trabalho bem executado, já rendeu frutos ao clube e não pode ser depreciado com mentiras", escreveu o clube alviverde no Twitter.