<
>

Deyverson lembra quando ofuscou trio MSN do Barcelona, chama Messi de alienígena e conta que trocou camisa com Neymar

play
No Alavés, Deyverson lembra dia que ofuscou trio MSN do Barcelona em pleno Camp Nou: 'Não foi um gol qualquer' (1:26)

Atacante do Alavés deu entrevista exclusiva à ESPN Brasil e neste domingo (1), às 17h, encara o Barcelona por LaLiga, com transmissão ao vivo de ESPN Brasil e ESPN App (1:26)

Deyverson ganhou fama ao fazer um gol e ofuscar o poderoso trio MSN – Messi, Suárez e Neymar – na vitória do modesto Alavés por 2 a 1 sobre Barcelona em pleno Camp Nou.

Pouco mais de quatro anos depois do feito, o ex-atacante do Palmeiras voltou ao time do País Basco e terá a chance de reviver a emoção de um dos jogos mais marcantes de sua vida.

Alavés x Barcelona será disputado neste sábado, às 17h (de Brasília), com transmissão da ESPN Brasil e do ESPN App.

“Todos nós sabemos que dá uma visibilidade muito grande jogar contra o Barcelona. Em 2016, muita gente não acreditava e vencemos. Vou ter essa chance de jogar de novo e vou dar a minha vida. É motivo de muita felicidade. Sei que é muito difícil, mas nada é impossível. Vamos respeitar o Barcelona, mas com pensamento que podemos ganhar”, disse à ESPN.

Quando derrotou o Barcelona, um filme passou pela cabeça do atacante que saiu de uma área pobre do Rio de Janeiro e chegou a trabalhar vendendo salgados e teve um grupo de pagode. O feito era algo impensável para quem não teve espaço em clubes grandes do Brasil e passou por equipes pequenas antes de chegar à Europa.

“Antes daquele jogo, eu só olhava para Messi, Neymar e Suárez. Não consegui nem aquecer (risos). Quando saímos com a vitória foi motivo de felicidade para mim e para todo meu bairro, amigos e família. Eu só pensava de onde eu saí porque via pela televisão o Barcelona do Ronaldinho Gaúcho. Não foi um gol qualquer. Vou poder mostrar pra minhas filhas isso! Fazer um gol no Barcelona é sensacional”, recordou.

play
1:26

No Alavés, Deyverson lembra dia que ofuscou trio MSN do Barcelona em pleno Camp Nou: 'Não foi um gol qualquer'

Atacante do Alavés deu entrevista exclusiva à ESPN Brasil e neste domingo (1), às 17h, encara o Barcelona por LaLiga, com transmissão ao vivo de ESPN Brasil e ESPN App

Para tornar aquela noite perfeita, além do gol e da inesperada vitória, Deyverson ainda levou a camisa de Neymar como presente.

“Pedi a camisa e ele aceitou na maior humildade. É um craque que inspira muita gente. Ele também pediu a minha e fiquei felizão. Achei que ele nem fosse pedir. Não queria nem saber da vitória, só queria saber disso (risos). Depois pude manter contato com o Neymar”, contou.

“Muitas pessoas pensam que você é jogador e não pode elogiar os outros. Mas ele é uma referência para nós, brasileiros, e é o camisa 10 da nossa seleção”, disse.

Outro craque que faz a cabeça de Deyverson é o principal craque do time adversário no sábado.

“O Messi é o melhor do mundo. É um cara inteligente demais. Tem essas rivalidades de Brasil e Argentina, mas não podemos ser hipócritas de dizer que ele não é o melhor do mundo. Esse cara é um alienígena. Quando você joga contra ele você pensa: Não é possível que ele joga dessa forma . Você briga com você mesmo. O Messi é top. Depois do Messi, é o Neymar”.

Somando as duas passagens pelo Alavés, Deyverson tem 43 jogos (37 na primeira e seis na atual). Desde que retornou ao time espanhol, o atacante deu duas assistências, mas ainda não balançou as redes. Ele espera voltar a fazer gols justamente contra o Barça e promete inovar na comemoração.

play
1:00

Deyverson diz que não acredita nas coisas que Messi faz dentro de campo: 'É um alienígena'

Atacante do Alavés deu entrevista exclusiva à ESPN Brasil e neste domingo (1), às 17h, encara o Barcelona por LaLiga, com transmissão ao vivo de ESPN Brasil e ESPN App

“Eu tenho um amigo meu que é o humorista Matheus Negrete, que faz vídeos. Ele pediu para eu fazer a ‘caminhadinha’ do Negrete”, finalizou.