<
>

Neymar reencontra ex-United que foi 'vilão' de sua geração na seleção e o cornetou fora de campo: 'Não é líder'

A Champions League proporciona encontros e reencontros entre atletas que foram grandes rivais, algozes ou companheiros de equipe. O duelo desta quarta-feira (28) entre Paris Saint-Germain e Istanbul Basaksehir é um pouco dos três.

De um lado Neymar, craque da seleção brasileira e do clube francês. Do outro, Rafael, lateral-direito contratado pelo atual campeão turco como um dos grandes reforços da temporada.

Na mesma faixa etária, os dois foram companheiros na equipe vice-campeã olímpica em Londres, 2012. Para o lateral-direito, porém, as lembranças não são as melhores.

Na grande decisão, contra o México, Rafael falhou no lance em que a equipe adversária abriu o placar, nos primeiros segundos do jogo, e ficou com imagem de ‘vilão’ da derrota em Wembley. Além disso, já no final da partida, um passe de letra do lateral rendeu bronca do companheiro Juan Jesus. Depois dessa partida, ele nunca mais recebeu chances com a ‘amarelinha’.

Em 2017, quando estava no Lyon, Rafael passou a ter mais contato com Neymar, mas como adversário, uma vez que o craque se mudou para o rival PSG. Ao todo, foram três confrontos, com duas vitórias do camisa 10 e um empate.

Mas foi em abril de 2020, fora dos gramados, que esses dois personagens tiveram uma ‘rusga’. Em entrevista à ESPN britânica, o lateral-direito disse que a seleção precisa de Neymar, mas que ele não é um líder.

"Nós precisamos muito dele. Ele precisa melhorar muito fora de campo. É importante para um jogador. Ele precisa melhorar muito fora para entrar em campo e fazer o seu melhor. Espero que ele faça isso e, se fizer, temos grandes chances na Copa", disse.

"Neymar não é um líder. Eu não acho que ele seja um líder. Não é o jeito dele. Ele pode fazer as coisas que faz porque, se estiver concentrado, focado, ele é o melhor jogador do planeta”, completou.

Fato é que, na partida desta quarta, as duas equipes precisam vencer depois de estreias indesejadas na Champions. Enquanto o Istanbul perdeu por 2 a 0 para o RB Leipzig, o PSG foi derrotado, em sua casa, por 2 a 1 para o Manchester United.