<
>

Flamengo tem estratégia pronta para ficar com Pedro, Thiago Maia e Pedro Rocha; veja como

O Flamengo tem estratégia definida para ficar com Pedro, Thiago Maia e Pedro Rocha, trio de jogadores emprestados e com contrato terminando ao final de 2020 ou no meio de 2021. As informações são de Mauro Cezar Pereira, comentarista dos canais ESPN.

O caso que mais mexe com a torcida rubro-negra é o do atacante Pedro, que vive grande fase, com seis gols nos últimos cinco jogos da equipe de Domènec Torrent. Seu vínculo acaba em dezembro, e o valor para o Flamengo adquiri-lo junto à Fiorentina é de 12 milhões de euros.

A cifra, equivalente a aproximadamente R$ 78,5 milhões na cotação atual, está prevista em contrato, que também já amarra os termos de salários do jogador em caso de permanência. O Flamengo tem acordo ainda para parcelar esse valor, caso o negócio seja efetivado.

Para ganhar fôlego antes de iniciar o processo de compra, a estratégia do Flamengo é de tentar prorrogar o empréstimo com os italianos, até o meio de 2021. Assim Pedro poderia concluir a temporada, até o fim do Campeonato Brasileiro e da Conmebol Libertadores.

É exatamente o mesmo caso de Pedro Rocha, emprestado pelo Spartak Moscou, da Rússia. O Flamengo tem interesse na permanência em definitivo, mas também tentará primeiro a prorrogação do empréstimo, que também se encerra em dezembro de 2020.

Com Thiago Maia, cedido pelo Lille-FRA, a questão é menos urgente, pois seu contrato já vai até o meio de 2021. Com ele, o Flamengo teria que arcar com um valor entre 6 e 6,5 milhões de euros (cerca de R$ 41 milhões de euros) para adquirir 50% dos direitos econômicos.

A grande questão é de se o Flamengo terá força financeira para os três negócios, diante de contas impactadas pela pandemia de COVID-19. O parcelamento dos pagamentos, contudo, é um trunfo para a equipe rubro-negra.