<
>

Empresário de Lincoln revela propostas, admite saída do jogador e critica Flamengo: 'Talento que o clube não sabe administrar'

Uma polêmica tomou conta do Flamengo nesta segunda-feira.

Por meio de sua rede social, Paulo Cesar Pereira Filho, vice de secretária do clube, postou uma paródia do filme "A Queda" e que se transformou em meme na internet. No vídeo postado pelo dirigente, o conteúdo é legendado com diversas brincadeiras sobre o empate em 1 a 1 com o Palmeiras no final de semana, mas também cutuca o atacante Lincoln.

"O Lincoln começou jogando como titular. Como não ganha de um time com o Lincoln?" é uma das frases legendadas na publicação.

O compartilhamento causou um mal-estar com o atleta e o empresário do atacante, Victor Remiro, participou do SportsCenter para defender seu empresariado e revelou que existem três propostas pelo jogador.

"Agora nessa janela tivemos três propostas de empréstimo do jogador. O Flamengo sabe das propostas, a gente já conversou com Spindel e Braz, mas eles acreditam muito no jogador e não acham que é o momento de sair. Mas depois de uma 2ª declaração de uma pessoa de dentro do clube, acho que vice-presidente, a gente fica chateado e sem entender o real motivo", disse.

"Fui pego de surpresa com essa notícia, não tive tempo de falar com ele. Mas minha opinião é que o jogador se sente depreciado dentro do próprio clube. A torcida, que é fanática, que ama o clube, escuta de dentro do clube que o jogador tem que sair, isso inflama e cria uma coisa muito ruim para o jogador. Se o Lincoln fosse um jogador que não servisse, não teria estreado com 16 anos, não teria ido para todas as seleções de base. É um talento que o clube não está sabendo administrar", prosseguiu.

"Não dá para jogar tudo nas costas de um jogador que vem da base e tem que ser um complemento para ajudar o clube e não para resolver de imediato. É uma situação difícil, o jogador se sente triste e tem várias coisas para sair e o clube não libera. Essa semana é sentar de novo com o Flamengo e, se tiver a saída, tentar negociar."

"Não dá para ficar vivendo esse impasse, esse momento de uma pessoa de dentro do clube ficar falando do jogador. Já teve o BAP lá atrás, agora isso. Se o jogador não está servindo para o Flamengo e eles acham que não tem condições, tem que emprestar ou vender. Vi que o PC pediu desculpas, mas quem tem que aceitar desculpas é o Lincoln, eu só vim aqui defendê-lo", finalizou.