<
>

A reação de Neymar à ausência de Di María na convocação da Argentina: 'Estão todos loucos'

play
'Estão todos loucos, o que acontece com eles?': Di María conta a reação de Neymar ao ver argentino fora de convocação (0:45)

Parceiro do brasileiro no PSG não gostou de ficar de fora da seleção (0:45)

A Argentina estreará nas Eliminatórias Sul-Americanas no próximo dia 8 de outubro sem Ángel Di María, que não foi convocado pelo técnico Lionel Scaloni. O atacante do PSG ficou muito frustrado com sua ausência, assim como o brasileiro Neymar, seu amigo e companheiro no time francês.

"'Estão todos loucos', ele me disse. 'Estão todos loucos na Argentina, o que acontece com eles?'". Essa foi a reação de Neymar ao saber da convocação da seleção argentina, segundo contou o próprio Di María em entrevista à ESPN Sur na última sexta-feira.

"Ney é um fenômeno, tenho muito boa relação com ele. Acontece que ele vê o lado de quem me assiste treinar todos os dias, jogar, e parecia estranho para ele que eu não fosse convocado", continuou o jogador de 32 anos.

"Mas acho que é normal, são coisas do futebol. A única coisa que ele disse é que estão todos loucos, que não pode ser que eu não seja convocado", concluiu o atleta.

play
0:14

Neymar 'rouba' em corrida no treino do PSG, Di María flagra e dá risada: 'Que mentira!'

Via Instagram @angeldimariajm | Brasileiro não mostrou intensidade no fim do treino, e argentino não perdoou

Em outra entrevista, também na última sexta-feira, o jogador revelou toda sua chateação pela ausência na lista da seleção.

"Se for por renovação, então Messi, Agüero e Otamendi não deveriam estar", disse Di María ao programa de rádio Closs Continental. "Dizem que já estou veterano, mas tenho 32 anos e continuo correndo da mesma maneira. A cada jogo, demonstro que posso estar à altura de Neymar e Mbappé. É difícil entender por que não fui convocado, nunca me deram explicação", reclamou.

"Às vezes você aguenta as críticas, mas em algum momento você reclama. Fiquei calado por muito tempo. Não encontro explicação, não tenho palavras. Para mim a seleção é o máximo, desejo de toda minha alma voltar a vestir a camisa da Argentina. Vou dar 100%", garantiu o jogador.

A seleção alviceleste faz sua primeira partida buscando a classificação para a Copa do Mundo do Catar em 2022 no dia 8 de outubro, uma quinta-feira, ao receber o Equador. Cinco dias depois, visita a Bolívia, encerrando a 'Data Fifa' desse mês.