<
>

Sem Ronaldo ou Messi pela primeira vez, Neuer, De Bruyne e Lewandowski brigam por prêmio de melhor da Europa

play
Lateral de 19 anos do Bayern de Munique, Alphonso Davies nem sabe como reagir à sua foto na capa de PES 2021 (0:13)

Via @alphonsodaviess | Jogador está ao lado de Messi, Cristiano Ronaldo e Rashford no destaque do game (0:13)

A Uefa anunciou nesta quarta-feira os três finalistas ao prêmio de melhor jogador da Europa na temporada 2019-20, e pela primeira vez desde que a honraria foi criada não haverá Cristiano Ronaldo ou Lionel Messi no pódio.

O goleiro Manuel Neuer, o atacante Robert Lewandowski (ambos do Bayern de Munique) e o meia Kevin De Bruyne (Manchester City) estão na disputa pela conquista.

Entregue desde a temporada 2010-11, o prêmio sempre teve CR7 ou Messi como finalistas, com o português liderando o número de primeiros lugares (três) e o argentino logo na sequência (dois).

Andrés Iniesta, Franck Ribéry, Luka Modric e Virgil van Dijk (atual detentor do título) já foram agraciados. Ou seja: o vencedor desta edição será inédito.

Neuer e Lewandowski conquistaram tudo pelo Bayern: Bundesliga, Copa da Alemanha e Champions League. O goleiro voltou à velha forma, enquanto o polonês conseguiu sua melhor temporada com 56 gols em todas as competições.

Já De Bruyne contabilizou o título da Copa da Liga Inglesa e se destacou na Premier League com incríveis 20 assistências (além de 13 gols), recorde no torneio.

Enquanto isso, na briga pelo prêmio de melhor treinador, três alemães: Jurgen Klopp (Liverpool), Hansi Flick (Bayern de Munique) e Julian Nagelsmann (RB Leipzig).

No futebol feminino, a disputa está entre Lucy Bronze (Lyon, hoje no Manchester City), Pernille Harder (Wolfsburg, hoje no Chelsea)e Wendie Renard (Lyon). O time francês conquistou a Champions League mais uma vez.

Os vencedores serão anunciados em 1º de outubro.