<
>

Corinthians avalia cláusula para se proteger de comportamento de Cazares fora de campo

O Corinthians já tem um acordo verbal com Juan Cazares. O acerto do jogador com o Atlético-MG é o último empecilho para o anúncio da contratação, mas ainda há detalhes em discussão entre as partes. Um deles, a possibilidade de uma cláusula para “proteger” o clube paulista.

Segundo apurou a reportagem da ESPN Brasil, não está descartado um item no contrato para que o Corinthians esteja protegido em caso de comportamento inadequado do equatoriano fora de campo. No Atlético-MG, o meia acumulou problemas fora das quatro linhas.

Um episódio recente, por exemplo, aconteceu em junho, quando o atleta testou positivo para COVID-19. Na ocasião, ele acumulou denúncias de vizinhos por festas feitas em seu condomínio na região metropolitana de Belo Horizonte, antes e durante a pandemia.

Há um ano, em 2019, Cazares também teve que responder à Polícia sobre a acusação de agressão de uma mulher. O caso, porém, foi arquivado depois de investigação.

O Corinthians quer autonomia para multar ou até mesmo encerrar o contrato de Cazares dependendo da gravidade de uma eventual violação em casos de atrasos ou faltas a treinos, por exemplo. Essas questões, contudo, ainda são discutidas e não estão fechadas.

Com o Atlético-MG, Cazares ainda discute como acontecerá sua saída, embora ele já não esteja nos planos do técnico Jorge Sampaoli. Ele ainda tem dinheiro a receber do clube.

Apesar disso, como noticiou Jorge Nicola, comentarista dos canais ESPN, Alexandre Mattos, diretor de futebol do Atlético, já dá o negócio como certo. O martelo deve ser batido ainda nesta segunda.