<
>

Na estreia de Jorge Jesus, Benfica perde para o PAOK com Cebolinha e Pedrinho titulares e está fora da Champions

O Benfica está fora da Champions League 2020/2021!

Nesta terça-feira, a equipe visitou o PAOK, da Grécia, pela fase de mata-mata antes da fase de grupos da competição e foi derrotada por 2 a 1, gol contra de Vertonghen com Zivkovic colocando os gregos na frente enquanto Rafa diminuiu nos acréscimos. Com o resultado, a equipe, que teve Everton Cebolinha e Pedrinho como titulares e a reestreia oficial de Jorge Jesus como técnico, está eliminada da Champions - por conta da pandemia, as fases anteriores aos grupos estão sendo disputadas em jogo único. Agora, os portugueses terão que se contentar com a disputa da Liga Europa.

O duelo foi dividido entre uma etapa de domínio total do Benfica e boas chances desperdiçadas pelos portugueses e uma segunda metade em que os gregos se soltaram mais, igualaram a partida e aproveitaram as chances que tiveram.

Mesmo jogando fora de casa, os portugueses não se intimidaram e começaram a partida indo com tudo para cima, dominando a primeira etapa e criando boas chances. A primeira veio com Everton Cebolinha, que fez a sua jogada característica ao carregar a bola, deixar a marcação para trás, trazer para o meio e finalizar com perigo.

Na bola parada, o Benfica quase abriu o placar. Pizzi cobrou falta com muita força e carimbou o travessão dos gregos.

Na sequência, foi a vez de Pedrinho fazer jogada individual e obrigar o goleiro dos gregos a fazer uma boa defesa.

Na segunda etapa, tudo mudou. Os gregos igualaram a partida, começaram a atacar mais e conseguiram aproveitar as oportunidades que tiveram.

Aos 18 minutos, Giannoulis fez uma bela jogada pelo meio e abriu para Akpom, que cruzou rasteiro para a área na direção de Giannoulis. Quem tocou na bola e acabou fazendo o gol contra a própria meta, porém, foi Vertonghen.

Faltando 15 minutos para o final, veio o segundo gol dos gregos. Após arrancada em contra-ataque, Andrija Zivkovic, ex-jogador do Benfica, recebeu pela direita, invadiu a área, pedalou, cortou para o meio e bateu sem chances para Vlachodimos, colocando em prática a Lei do Ex e garantindo a vitória dos donos da casa.

Quando tudo parecia definido, o Benfica diminuiu. Já nos acréscimos, Rafa recebeu cruzamento e mandou a bola de cabeça para o fundo da rede.

Ficha técnica

PAOK 2 x 1 Benfica

GOLS: Vertonghen (contra) e Andrija Zivkovic (PAOK); Rafa (BEN)

PAOK: ZIvko Zivkovic, Ingason, Varela e Michailidis; Crespo, Schwab, El Kaddouri, Giannoulis e Pelkas; Akpom (Andrija Zivkovic) e Tzolis; Técnico: Abel Fernando

BENFICA: Vlachodimos, André Almeida, Rúben Dias, Vertonghen e Grimaldo; Weigl, Taarabt, Pedrinho, Pezzi e Everton Cebolinha; Seferovic; Técnico: Jorge Jesus

Estatísticas

O Benfica havia vencido os últimos 3 jogos que fez na Grécia, sendo 2 dessas vitórias diante do PAOK.