<
>

Flamengo recusa oferta de R$ 70 milhões por Arrascaeta e afasta assédio por Everton Ribeiro

play
Para Téo José, Gabigol 'está devendo': 'O nariz deu uma empinada pela temporada passada' (1:19)

Narrador também apontou outros atletas que estão 'vivendo com os louros da temporada passada' (1:19)

O Flamengo recusou uma proposta milionária do Al-Nassr, da Arábia Saudita, para vender o meia Arrascaeta.

Segundo apurou a ESPN, os sauditas ofereceram US$ 2 milhões (R$ 10,7 milhões) por empréstimo, mais US$ 11 milhões (R$ 58,75 milhões) pela compra definitiva após a cessão.

No total, o pacote ficaria em US$ 15 milhões (R$ 69,45 milhões).

Apesar do alto valor, a investida foi negada pela diretoria rubro-negra.

Vale lembrar que o clube da Gávea pagou R$ 63,7 milhões para comprar o uruguaio do Cruzeiro, em 2019.

À época, ele se tornou a contratação mais cara da história do futebol brasileiro, superando os R$ 60,5 milhões que o Corinthians gastou em Carlitos Tevez, em 2005.

Mas não foi apenas Arrascaeta que recebeu consultas do mundo árabe por seu futebol.

De acordo com apuração da reportagem, o meia Everton Ribeiro também foi assediado por equipes dos Emirados Árabes Unidos e da Arábia Saudita.

Assim como no caso de "Arrasca", porém, a diretoria flamenguista disse "não".

Quanto a Gerson e Bruno Henrique, o Benfica, de Portugal, segue interessado, como destacado na mídia lusa nos últimos dias.

Todavia, nenhuma oferta oficial chegou à mesa do Flamengo pela dupla.


ERRATA

Inicialmente, a ESPN publicou que a proposta do Al-Nassr por Arrascaeta era de 15 milhões de euros (R$ 95 milhões). No entanto, a oferta na verdade foi em dólares. Os valores foram corrigidos e atualizados na reportagem.