<
>

Taça das Bolinhas: Flamengo diz que tri do São Paulo de Muricy não vale e consegue liminar pelo troféu

play
Unzelte se preocupa que Torrent seja o 'tarado do 4-3-3' no Flamengo e diz: 'Baixou um Abel nele' (1:38)

Comentarista criticou a situação de Arrascaeta e Everton Ribeiro não jogarem juntos (1:38)

A batalha entre Flamengo e São Paulo pela posse definitiva da Taça das Bolinhas ganhou um novo capítulo nesta quinta-feira. O clube carioca conseguiu, na 1ª Vara Cível do TJ do Rio de Janeiro, uma liminar que impede a CBF de determinar o dono do troféu.

A informação foi publicada pelo jornal O Globo, na coluna de Ancelmo Gois. Um dos argumentos usados pelo Flamengo foi que o tricampeonato do São Paulo, entre 2006 e 2008, não vale para a posse da Taça das Bolinhas.

Segundo o rubro-negro, a Taça das Bolinhas era um prêmio pela conquista do troféu "Copa Brasil" e não o troféu "Campeão Brasileiro", este conquistado pelo Tricolor consecutivamente.

Pelas regras originais, a Taça das Bolinhas, criada em 1971, seria do clube que conquistasse o Campeonato Brasileiro três vezes consecutivas ou cinco alternadas. E por isso criou-se o debate entre os clubes.

O Flamengo alega que deveria receber a Taça das Bolinhas por ter sido campeão brasileiro em 1980, 1982, 1983, 1987 e 1992. O quarto título é o da Copa União, que não foi reconhecida pela CBF. Para a entidade, o título nacional daquele ano é do Sport.

Já o São Paulo foi o primeiro, na era moderna do Brasileirão, a vencer três edições consecutivas. Por isso, a diretoria tricolor exigiu a posse definitiva do troféu a partir de 2009. A batalha nos bastidores segue desde então.