<
>

Guia do Brasileirão 2020, Ceará: veja qual é a Cotação ESPN-FOX e como o time chega para o torneio

CEARÁ - Cotação ESPN-FOX: 14º lugar


| VOLTAR PARA PÁGINA PRINCIPAL |

A temporada 2020 do Ceará já começou com expectativa em alta. Em seu terceiro ano seguido na Série A do Brasileirão, o clube criou marca própria de uniformes, calculou orçamento recorde de R$ 100 milhões e investiu pesado para contratar mais de dez reforços, incluindo Fernando Prass e Rafael Sóbis. A equipe, porém, demorou para engrenar e logo demitiu o técnico Argel Fucks. Enderson Moreira foi o substituto e, de cara, já conseguiu classificações na Copa do Brasil, vitórias no Nordestão e Cearense e fez o time ter uma clara evolução tática, optando por um modelo ofensivo e de proposição de jogo. A saída repentina do técnico para o Cruzeiro, portanto, pegou torcida, diretoria e jogadores de surpresa. O Vovô agiu rápido e logo contratou Guto Ferreira.

De início, o novo comandante acompanhou o elenco de forma remota devido à pandemia do novo coronavírus. Durante o período, o Ceará manteve o elenco e contratou as promessas Cléber e Vitor Jacaré. Quando, enfim, pôde estar à beira de campo, Guto deu resultado quase imediato: classificação para a final do Estadual, ainda sem data definida, e título da Copa do Nordeste, um bicampeonato invicto da competição.

A aplicação tática, o vigor do meio campo e a força defensiva da equipe são as marcas do trabalho do treinador. Características que podem fazer diferença em jogos difíceis na Série A. Com Guto, jogadores que já se destacavam mantiveram o bom desempenho, como Fernando Prass, o meia Vina e o volante Charles. Enquanto isso, alguns retomaram a boa fase, como o zagueiro Luiz Otávio e o lateral Bruno Pacheco, e outros ganharam espaço: Cléber, Vitor Jacaré, Rick, Tiago Pagnussat e, principalmente, o meia Fernando Sobral, destaque do Ceará pós-paralisação.

Rafael Sóbis tem cinco gols e divide a artilharia com Vina, líder de assistências com oito passes. O plantel chega ao Brasileirão com um título conquistado e apenas uma derrota na temporada. A missão é fazer valer o investimento do início do ano e conseguir uma permanência tranquila, ao contrário do que foi em 2019, e, quem sabe, uma vaga na Copa Sul-Americana.

| Análise de Vinícius França, do jornal O Povo |

"Missão é fazer valer o investimento e conseguir uma permanência tranquila e, quem sabe, uma vaga na Copa Sul-Americana." Vinícius França, jornal O Povo

| 23 JOGOS | 14 VITÓRIAS | 8 EMPATES | 1 DERROTA - 72,4% DE APROVEITAMENTO |

  • Campeonato Cearense: finalista (enfrenta o Ceará)

  • Copa do Nordeste: campeão

  • Copa do Brasil: está na 3ª fase (fez 1 a 0 no Vitória no jogo de ida)


ESTREIA

SPORT x CEARÁ

  • Sábado (08), às 21h na Ilha do Retiro


TIME-BASE

Fernando Prass; Samuel Xavier, Klaus, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fabinho e Charles; Fernando Sobral, Vinícius e Leandro Carvalho; Cléber


O CRAQUE

CHARLES - MEIO-CAMPISTA

  • 16 jogos e 1 gol no ano


FIQUE DE OLHO

CLÉBER - ATACANTE

  • 23 anos

  • 18 jogos e 9 gols no ano (somando Barbalha e Ceará)


O TÉCNICO

GUTO FERREIRA


* Crédito das fotos: Arte ESPN e Divulgação Ceará