<
>

Messi se despede após aposentadoria de Casillas: 'Foi duro te ter como rival

Após anunciar a aposentadoria dos gramados nesta terça-feira, o goleiro Iker Casillas, 39, recebeu diversas mensagens afetuosas no mundo da bola. Até mesmo seu maior algoz, Lionel Messi, fez questão de deixar uma mensagem ao ídolo do Real Madrid.

"Iker está se aposentando hoje, mas já passou pela história do futebol há muito tempo, não apenas porque era referência na Liga, mas também porque conseguiu vencer tudo internacionalmente", disse o craque ao jornal As.

"Você é um goleiro espetacular e foi muito difícil tê-lo como adversário, mas olhando para trás, também acho que foi uma rivalidade muito boa porque precisávamos nos superar cada vez que nos enfrentávamos", confessa.

A admiração é recíproca, já que Casillas disse uma vez que Messi foi o atacante mais difícil que já enfrentou ao longo da carreira.

Carreira de Casillas

Casillas ficou muito marcado pelos 25 anos em que defendeu o Real Madrid, tendo chegado ao clube merengue aos 9 anos, fazendo parte da base e jogando uma temporada no Real B.

Foram 725 partidas oficiais durante as 16 temporadas como profissional no Santiago Bernabéu, com 19 títulos, entre os quais três edições da Champions League, três do Mundial de Clubes e cinco de LaLiga.

Muitos torcedores e especialistas apontam que ele foi o maior goleiro do Real. Durante o período em que defendeu o uniforme merengue, ele foi cinco vezes eleito o melhor do mundo na posição pela IFFHS.

Depois do Real, Casillas partiu para o Porto, em uma transferência sem custo por causa do fim do contrato, onde manteve a trajetória vitoriosa. Foram dois títulos da Liga de Portugal, um da Supercopa de Portugal e outro da Copa de Portugal.

Ao todo, entrou em campo 156 vezes pelo Porto, exceto na temporada que terminou no último fim de semana. Em maio do ano passado, ele sofreu um ataque cardíaco enquanto treinava. Foi o início da decisão de se aposentar.

Para completar os números do agora ex-goleiro, Casillas entrou em campo 167 vezes pela Espanha, tendo sido campeão da Copa do Mundo de 2018 e bicampeão da Eurocopa (2008 e 2012). Sem dúvida, se despede deixando marcas nobres no futebol.