<
>

Jornal afirma que frases de Felipão ajudaram Boca Juniors a conquistar Libertadores de 2000

Neste domingo (14), completam-se 20 anos desde que o Boca Juniors começou a tirar do Palmeiras a possibilidade do bicampeonato da Copa Libertadores.

Com empates nos dois jogos, o time argentino contou com a sorte e o goleiro Cordoba para selar, nos pênaltis, a conquista daquele troféu que muito argentinos, segundo relata o Olé, consideram como o mais importante entre os dez do período áureo sob comando de Carlos Bianchi.

Foi há exatos 20 anos que Arruabarrena anotou duas vezes para empatar a primeira partida decisiva da competição em 2 a 2, em Buenos Aires.

A volta, marcada para o Estádio do Morumbi, sete dias mais tarde, teve, porém, uma pitadinha de motivação extra e até de certa malandragem - idealizadas por Bianchi.

Em que pesea a estranheza do relato do jornal argentino, diz a lenda que o treinador mandou cobrir as paredes do vestiário bostero no Morumbi com frases de Felipão, técnico alviverde, dando a entender que o título já era palestrino.

Cantar vitória antes da hora nunca foi hábito de Scolari e fica a dúvida sobre quais foram essa frases supostamente expostas por Carlos Bianchi.

O jogo terminou 0 a 0 e o Boca venceria nos pênaltis por 4 a 2, com Asprilla e Roque Jr. desperdiçando suas cobranças

Foi a primeira Libertadores do clube desde 1978, que abriu caminho para outros três troféus, em 2001, 2003 e 2007, e dois Mundiais, em 2000 e 2003.