<
>

Premier League faturou R$ 33 bilhões e foi campeonato mais rico de 2019, mas tem ameaça bilionária com COVID-19

O relatório financeiro anual da Deloitte sobre futebol, divulgado nesta quarta-feira, destaca que a Inglaterra continua firme com o campeonato que mais arrecada em toda a Europa e lidera o ranking da temporada 2018/19, enquanto a Espanha ultrapassou a Alemanha e voltou à segunda posição.

A Premier League, liga responsável pelo Campeonato Inglês, arrecadou nada menos que 5,845 bilhões de euros (R$ 33,1 bilhões na cotação atual), segundo a empresa, que fez uma estimativa de perdas para os clubes dessa competição em torno de 1,1 bilhão de euros (R$ 6,2 bilhões) no total.

Já o Campeonato Espanhol, de responsabilidade de La Liga, teve 3,375 bilhões de euros (R$ 19,1 bilhões) em arrecadação, deixando para trás a Bundesliga, que cuida do Alemão e obteve "apenas" 20 milhões de euros a menos.

A quarta posição ainda é da Série A da Itália, com 2,495 bilhões de euros, bem à frente da França, quinta colocada, com 1,902 bilhões de euros. A chamada Ligue 1 também tem grande diferença para a Premier League da Rússia, com 752 milhões de euros, em sexto.

"O crescimento constante de 'La Liga' e seu sucesso na internacionalização da marca e na comercialização de transmissões em plataformas digitais permitiu que ela alcançasse um novo recorde de faturamento, que soma quase 3,4 bilhões de euros na temporada 2018-2019, antes da crise resultante da COVID-19", comentou a sócia responsável pela indústria de esportes da Deloitte, Concha Iglesias.

Além disso, ela declarou que o Espanhol teve o segundo maior crescimento em receita no período, com um lucro agregado de 300 milhões de euros, 10% a mais do que na temporada 2017/18 e que seus clubes da elite do futebol europeu aumentaram a receita comercial em 7%. Ainda segunda ela, nenhum clube da Espanha reportou perdas operativas.

O relatório também observou que o mercado europeu de futebol chegou a 28,9 bilhões de euros, o que representa um aumento de 9% em relação ao campeonato 2017-2018. "Esse crescimento se deve principalmente às cinco principais ligas europeias (Inglaterra, Alemanha, Espanha, Itália e França), que juntas ganharam 16,968 bilhões de euros", aponta o estudo.

Impacto da pandemia

O relatório prevê ainda que a interrupção da temporada 2019/20 devido à pandemia do novo coronavírus reduzirá as receitas dos 20 clubes da Premier League somadas em aproximadamente 1,1 bilhão de euros, dos quais 50% são perdidos permanentemente principalmente pelos descontos dos preços da transmissão de jogos remarcados e devido às partidas com portões fechados. "O restante será adiado para 2020/21, devido ao atraso de quase um quarto da temporada além de 30 de junho", diz o comunicado.

Veja o ranking das receitas das ligas europeias em 2019/20:

  1. Premier League (ING): 5,845 bilhões de euros

  2. LaLiga (ESP): 3,375 bilhões de euros

  3. Bundesliga (ALE): 3,345 bilhões de euros

  4. Serie A (ITA): 2,495 bilhões de euros

  5. Ligue 1 (FRA): 1,902 bilhão de euros

  6. Premier League (RUS): 752 milhões de euros

  7. Süperlig (TUR): 748 milhões de euros

  8. Eredivisie (HOL): 594 milhões de euros

  9. Primeira Liga (POR): 440 milhões de euros

  10. Jupiler Pro League (BEL): 344 milhões de euros