<
>

Manchester United: Roy Keane, carrasco do Palmeiras, escala seu time dos sonhos sem cinco lendas

play
A batida que apaixonou o mundo: um passeio pela 'fatiada' de David Beckham (0:11)

Inglês marcou uma geração com a batida estilosa na bola (0:11)

Autor do gol que deu o título mundial de 1999, na final contra o Palmeiras, Roy Keane escalou neste sábado, em sua participação como comentarista na "Sky Sports", seu Manchester United ideal entre os atletas com quem atuou.

O ex-volante vestiu a camisa do United de 1993 a 2005, período em que conquistou todos os títulos possível e ficou marcado como o principal capitão da "era Alex Ferguson".

Hoje com 48 anos, Keane deixou várias lendas fora da sua escalação, como os ingleses Gary Neville, Rio Ferdinand, Paul Scholes e Wayne Rooney, além do galês Ryan Giggs.

O time ficou assim: Schmeichel; Parker, Stam, Pallister e Irwin; Keane, Ince, Beckham e Cristiano Ronaldo; Cantona e Van Nistelrooy.

Veja abaixo a justificativa de Keane para cada um dos escolhidos.

PETER SCHMEICHEL

"Schmeichel é, de longe, o melhor goleiro. Acredite ou não, nós não nos dávamos tão bem assim", disse Keane, sobre o goleiro dinamarquês que conquistou oito títulos ao seu lado, entre 1991 e 1999.

PAUL PARKER

"Joguei com Parks no seu auge. Um grande, grande defensor. Gary (Neville) foi um pouco azarado", comentou o ex-camisa 16, ao deixar o lateral inglês fora do seu time ideal.

JAAP STAM

"Foi um zagueiro central de muita qualidade. Um cara muito duro", elogiou Keane, sobre o holandês, que foi recentemente anunciado como técnico do FC Cincinnati, dos Estados Unidos.

GARY PALLISTER

"Eu escolho Pallister pelo seu tamanho. Mesmo depois de dois minutos de um jogo, parece que ele já jogou uma hora", analisou Keane, sobre o defensor que atuou no United entre 1989 e 1998.

DENIS IRWIN

"Ele era bom nas bolas paradas, sabia defender, treinava corretamente e é irlandês", brincou Keane, sobre seu compatriota e colega de United nos anos 1990.

DAVID BECKHAM

"É muit difícil deixar Becks fora pelo seu trabalho duro, a quantidade de gols que ele fazia, as assistências e sua bola parada especial", exaltou Keane, colega de Beckham até 2003, quando o inglês foi ao Real Madrid.

PAUL INCE

"Eu joguei com Incey no auge da carreira e as pessoas tendem a esquecer o quanto ele era bom", disse Keane, sobre o escolhido para formar dupla de volantes ao seu lado.

play
0:11

A batida que apaixonou o mundo: um passeio pela 'fatiada' de David Beckham

Inglês marcou uma geração com a batida estilosa na bola

CRISTIANO RONALDO

"Ele era um jovem quando veio para o United. Mas tinha uma atitude grande. Ele marcava gols por diversão", disse Keane, que deixou o colega Giggs de fora. Só porque você teve uma grande carreira não significa que você seja um grande jogador".

VAN NISTELROOY

"No quesito finalização, Ruud era o cara para a missão. Quando eu via ele sair cara a cara com o goleiro, já sabia que o gol ia sair", destacou Keane, sobre o holandês que anotou 150 gols em cinco temporadas no United.

ERIC CANTONA

"Eric era um grande cara. Quando ele veio para o United, nós o desafiamos a vencer a Premier League por muitos, muitos anos. Ele fazia a diferença", elogiou Keane, sobre o polêmico ex-atacante francês.