<
>

Holandês lembra goleada para ironizar Cristiano Ronaldo; o problema é que o jogo 'não existiu'

play
Cinco anos atrás, Cristiano Ronaldo entregou agasalho a menino na torcida do Real e fez o garoto cair no choro (0:17)

No jogo contra o Getafe, em 2015, o astro português emocionou um pequeno torcedor (0:17)

Rafael Van der Vaart bateu um papo com seu ex-companheiro de Tottenham, Peter Crouch, nesta sexta-feira. Na live, o holandês falou sobre sua amizade com Cristiano Ronaldo e citou uma partida para ironizar o craque português. O problema é que o jogo citado “não existiu”.

Lá pelas tantas, Van der Vaart “lembrou” especificamente de um fato em setembro de 2008, após uma goleada do Real Madrid sobre o Sporting Gijón no Santiago Bernabéu, pelo Campeonato Espanhol. "Joguei com Cristiano. Vencemos o Sporting por 6 a 0 em casa. Fiz um ‘hat-trick’, mas ele não marcou nenhum gol e estava com raiva nos vestiários. Se estivesse acontecido com você [Crouch], teríamos saído para tomar algumas cervejas."

A história poderia ser real. É sabido que Ronaldo não fica lá muito feliz quando não faz gols, ainda mais em um jogo que sua equipe teria feito seis. Mas... O jornal “AS” foi atrás dos dados e descobriu que não foi bem assim. Na verdade, não foi nada assim.

O placar do jogo está errado: o Real venceu por 7 a 1, e não por 6 a 0. Tudo bem, um lapso de memória, certo? Van de Vaart, de fato, fez três gols naquele 24 de setembro de 2008. Raúl (2), Higuaín e Robben completaram o placar. Kike Mateo descontou.

Ou seja, Ronaldo realmente não marcou. Mas ele não poderia jamais ter ficado irritado no vestiário pela simples razão de que ele não estava em campo. Mais do que isso, ele deveria estar a quilômetros dali, já que, na época, era jogador do Manchester United. CR7 sé chegaria a Madri ao fim da temporada 2008-2009, quase um ano depois do duelo imaginário. No Real, sim, ele jogou com Van der Vaart, que seguiu no Bernabéu até agosto de 2010.

Van der Vaart contou uma boa história. Pena que ela jamais existiu.