<
>

Cannavaro lembra quando seleção da Itália quebrou taça da Copa do Mundo após título

play
No Resenha, Cannavaro elege Thiago Silva como o melhor zagueiro brasileiro que viu jogar (0:41)

Programa será exibido na sexta-feira (8), às 22h (de Brasília), na ESPN Brasil e no WatchESPN (0:41)

Fabio Cannavaro foi o capitão da seleção italiana campeã da Copa do Mundo de 2006 e, quartoze anos depois, ainda se sente responsável por uma fatalidade com a taça. Durante a celebração pelo título em Roma, ela caiu e quebrou. Mas o defensor revelou um segredo.

"A taça que é vista pela televisão quando uma equipe vence a Copa do Mundo é a verdadeira, a original. Por motivos de segurança, a Fifa dá ao campeão uma cópia. Aquela que quebramos em Roma era a cópia. Assim que chegamos, quebramos”, disse Cannavaro em “live” pelo Instagram.

O defensor disse que ficou impressionado em 2006 com o protocolo da Fifa, que tem uma exigência alta em relação à taça de campeão do mundo. “Apenas os que foram ou são campeões podem tocar nela. Quem não é, só pode encostar nela se estiver com luvas brancas”.

No entanto, Cannavaro protagonizou um momento em que esse protocolo foi quase esquecido.

“Quando tive que passar a taça para a Espanha na Copa do Mundo de 2010, um membro da segurança me disse que eu deveria usar luvas para pegá-la, mas a própria Fifa me disse que eu podia tocá-la sem luva, pois eu fui campeão do mundo em 2006”, disse na “live”.

Cannavaro participou de quatro Copas do Mundo. A estreia foi em 1998, quando usou uma máscara no rosto por causa de uma lesão, e viu a Itália cair para a França nas quartas de final. Também esteve em campo em 2002, 2006 e 2010.

A última participação foi a mais frustrante. Como detentora do título, esperava-se mais da Itália. Mas a Azzurra foi eliminada na fase de grupos. Empatou com Paraguai e Nova Zelândia e perdeu para a Eslováquia. Quatro anos depois nem sequer chegou a disputar o Mundial no Brasil.