<
>

São Paulo: Lugano crê, mas diz que 'Cavani é utopia', vê melhor elenco em 8 anos e fala em repetir 2005

play
Bruno Alves 'encarna' Rui Chapéu, coloca curva absurda na sinuca e consegue tacada de bruxo (0:36)

Jogador mostrou categoria 'de outro mundo' na tacada (0:36)

Diego Lugano mostrou estar otimista com o São Paulo de 2020 sob a batuta de Fernando Diniz, falou de forma séria sobre a possibilidade de Edinson Cavani ser contratado e foi bem realista sobre a chance de reforços.

Em relação ao atacante do Paris Saint-Germain, primeiro explicou que ambos são amigaços desde o tempo em que defenderam juntos a seleção uruguaia e que até suas mães são parceiras. E aí, explicou como vê uma brecha para o jogador chegar ao Morumbi.

"Ele me chama de capitão até hoje. Me consultou para saber se devia deixar o PSG e expliquei que não era de brigas. Então, se ele quiser voltar para a América do Sul, vamos conversar. Falam do Boca, mas ele conversará com o São Paulo antes", afirmou o ex-zagueiro em entrevista ao blog do jornalista Menon, no portal UOL.

"Mas é uma utopia. Ele tem mercado na Europa e ganha muito dinheiro. Para pagar o que ele ganha, precisaria ter uma união de clubes. Por que ele voltaria? Pelo sonho de ganhar uma Libertadores? Para ficar perto da família? Ele é um tipo muito apegado à família, aos amigos e à cidade. Só se for por isso", seguiu, de forma bem realista.

Sobre reforços ainda para 2020, não descartou, mas deixou claro que será difícil, não só pela situação financeira difícil do clube, mas também pela situação mundial por conta da pandemia do novo coronavírus.

"Depende muito das vendas que tivermos. O mercado está parado e o dólar muito valorizado. São efeitos do coronavírus. Sabemos que a situação econômica do clube não é boa, mas tem grande patrimônio e seriedade. Então, vamos esperar o fim da pandemia antes de agir", explicou.

Mas Lugano mostrou estar feliz e satisfeito com o grupo atual, o colocando como um dos melhores do São Paulo nos últimos anos. E ainda falou em repetir 2005, ano considerado mágico pelos tricolores - time ganhou Paulista, Libertadores e Mundial de Clubes.

"Precisamos fazer como em 2005. O São Paulo ganhou o Paulista e depois, a Libertadores e o Mundial. Estamos apostando nisso", disse, para, então, avaliar o elenco.

"É o melhor dos últimos sete ou oito anos. Temos jogadores vencedores e de ótimo nível intelectual, como Volpi, Juanfran e Daniel Alves. Ganhadores como Pato e Vitor Bueno e mais o pessoal da base, como Antony, Igor Gomes, Toró, Liziero, Helinho e mais um monte de gente boa. Dá para pensar em título, sim, apesar da concorrência muito forte no Brasil e na América."