<
>

Zagueiro do Lille, Gabriel Magalhães sonha com seleção brasileira e conta o dia que o pai o fez não abandonar o futebol

play
Neymar e Lautaro na mira do Barcelona, Pogba e Haaland no Real: Linares repercute 'telemercado' na Espanha (1:38)

Jornais espanhóis destacam nesta quarta as negociações por vias virtuais, redução de salários em Madri em mais (1:38)

Gabriel Magalhães, defensor de 22 anos do Lille, aproveitou a quarentena para contar, em entrevista para a revista "France Football", como seu pai o convenceu a não largar o futebol bem no começo de sua carreira o que espera do futuro, enquanto é desejado por gigantes ingleses para a próxima temporada.

Perguntado se desde o começo a ideia era se tornar jogador profissional, conta, com bom humor e falando "um francês impecável": "Não, eu não pensava nisso. Era o começo, às vezes era difícil para mim. Muita coisa está na sua cabeça, você está indo para longe da sua família. Mas isso dá muita coragem e, hoje, quando lembro de tudo que fiz, é ótimo. Se eu contar todas as histórias, ficaremos aqui até amanhã! Eram momentos complicados."

"Quando eu saí para o Avaí, eu fiz um teste e quando voltei para São Paulo para buscar minhas coisas, disse ao meu pai: 'Eu não quero voltar'. Era a primeira vez que eu ficava longe deles e ele disse: 'Eu não vou te forçar, mas você tem uma oportunidade que milhões de pessoas sonham em ter. Então pense, pense bem, e se não quiser, você vem trabalhar comigo todas as manhãs", conta lembrando que depois da conversa ficou no Avaí por 5 anos.

Gabriel também lembra de quando se transferiu para a Europa e o que mais o surpreendeu foi o frio em Lille, e fala sobre a mudança: "É muito diferente chegar à Europa, comparado com o ambiente do Avaí, em que conhece todo mundo e onde cresceu".

O defensor também afirmou que seu sonho é ser convocado par a seleção brasileira: "Eu já fui selecionado 4 ou 5 vezes pelo técnico da seleção olímpica. Mas o calendário é diferente e eu sempre fiquei aqui em Lille. Mas espero que um dia eu consiga colocar a camisa da seleção principal".