<
>

Técnico que odiava brasileiros 'assustou' Juan Mata no United no primeiro encontro: 'Giggs tentava segurar a risada'

play
Greenwood, do Manchester United, dá show de flexões e embaixadinhas (0:29)

Atacante achou jeito divertido de manter a forma na quarentena - Instagram @masongreenwood (0:29)

Desde 2014 no Manchester United, Juan Mata já teve cinco treinadores o comandando e em entrevista ao site oficial do clube o meia revelou o que sentiu ao conhecer o polêmico técnico holandês Louis van Gaal: "Ele era assustador".

O espanhol revela que em alguns momentos o técnico era muito emotivo e chegava a chorar quando falava sobre coisas importantes para o time, mas conta: "Lembro do primeiro encontro que tivemos com ele. Foi em Los Angeles. Estávamos na pré-temporada. Então ele disse: 'Quero conhecer vocês um a um nesta sala após a janta'."

"Todos foram, de qualquer maneira. Minha vez. Eu entrei na sala e lá estavam ele, Ryan Giggs, uma garrafa de Rioja, um vinho, e três copos. Ele disse: 'Você quer uma taça?' e eu disse que não. Ele disse 'tudo bem, eu tomarei'. Então ele bebeu e disse: 'Me diga quem você é'", conta Mata após uma das melhores temporadas que teve com o United.

E respondeu: "Digo... Meu nome é Juan, eu tenho 26 anos e jogo futebol".

"Não, não, não. Me diga quem você é como pessoa. Tem família? Qual a coisa mais importante pra você na vida?", indagou Van Gaal.

Mata conta que o técnico tinha "um tipo de papel em que ele colocava as táticas do time, e ele me perguntava em que parte eu me encaixava melhor, eu apontava 'aqui' e ele: 'Não'. Então nós tivemos o primeiro treinamento com cinco defensores, dois no meio e um 'número 10', e ele me colocou como 10 e disse: 'você vai jogar aqui' e eu pensei 'ótimo'!".

"Mas naquele momento eu percebi que ele poderia parecer assustador cara a cara, porque ele chegava muito perto de você. Mas além daquilo, ele era muito gentil e genuíno. Enquanto isso, Ryan Giggs tentava segurar a risada", brinca sobre o veterano que acompanhava toda a cena.

Porém, apesar das brincadeira, o jogador elogia o treinador e fala que "ele era mais do que apenas um treinador de futebol com táticas. Era um grande ser humano".

Ao final da temporada em que se qualificaram para a Champions League e venceram a FA Cup, o treinador fez um discurso muito emotivo que, como já falou antes, acabou até mesmo chorando enquanto falava como estava feliz: "não sei se ele sabia se continuaria ou não, então não foi bem uma despedida. Mas foi emocionante, e nós obviamente trocamos mensagens depois daquilo, mas foi triste ver ele ir embora".