<
>

De zagueiro de R$ 193,3 milhões a Jesus: 11 jogadores que poderiam deixar o City na próxima janela

play
Diário do isolamento social: João Castelo-Branco guarda cachecóis, desmonta estúdio e fala do momento 'impactante' do SportsCenter (2:02)

Direto de Londres, correspondente projeta cobertura do esporte durante a quarentena (2:02)

O Manchester City já estuda os planos para a temporada que vem, mesmo diante de um ambiente de muita incerteza por causa da pandemia do novo coronavírus. Segundo o portal "Manchester Evening News", a direção do clube priorizará a busca por um zagueiro central e por mais um lateral esquerdo, uma vez que Mendy está lesionado, mas para isso promoverá uma limpa no elenco.

Cogita-se 11 saídas, uma lista que envolve muitos reservas, mas também nomes como Claudio Bravo, John Stones e até Gabriel Jesus.

Começando por Stones, o zagueiro do Everton que custou aos cofres do City R$ 193,3 milhões, em 2016. De acordo com o portal, o defensor já vem decepcionando há algum tempo e não aproveitou a temporada nem se esforçou para manter seu lugar na defesa.

Vale lembrar que Aymeric Laporte se lesionou e era chance de Stones se firmar na defesa. Mesmo assim não empolgou. Sem ter marcado sua presença, passou a ter o nome vinculado ao Arsenal. É um jogador com potencial de negociação.

Claudio Bravo tem contrato até 30 de junho deste ano. É pouco provável que o City renove o vínculo com ele. É possível que ele deixe a equipe e abra caminho para Zack Steffen retornar de empréstimo para lutar com Ederson pela titularidade.

Já Gabriel Jesus vive um dilema. Ele teve uma melhora na atual temporada a ponto de fazer com que Guardiola o colocasse como titular, inclusive ao lado de Aguero, mas, se a situação não mudar, dificilmente ele toparia outra temporada como reserva.

Titular da seleção brasileira e jovem, ele quer mais e tem potencial para isso. A Juventus está de olho. Tudo dependerá de como Guardiola conduzirá a situação. É um dos jogadores mais caros do elenco do City e com grande potencial.

A lista do portal também considera as saídas de Scott Carson, Angelino, Tosin Adarabioyo, Joao Cancelo, Leroy Sane, Patrick Roberts, Jack Harrison e Lukas Nmecha. Todos com pouca força junto a Guardiola para prosseguir no clube.