<
>

Campeão brasileiro pelo Corinthians recomeça com papelaria e trabalhando em rádio após doping

play
Impedido de jogar há 1 ano, campeão brasileiro no Corinthians revela dramas em sua vida (11:28)

Aos 34 anos, jogador Lincom está suspenso preventivamente por doping. Enquanto isso, trabalha em papelaria que montou com familiares em Birugui (11:28)

Campeão brasileiro pelo Corinthians, Lincom está afastado dos gramados desde 2018, quando foi pego em um exame antidoping no Campeonato Paulista por uso de testosterona. Durante mais de um ano, ele esperou pelo julgamento.

Enquanto isso, passou por inúmeros problemas na vida pessoal.

Começou a beber todos os dias, separou-se da esposa e entrou em depressão. Para piorar, perdeu todas suas economias em um golpe de “Pirâmide”.

Para ocupar a cabeça e ter uma renda, ele montou uma papelaria e gráfica junto com seus familiares na cidade de Birigui, interior de São Paulo.

O julgamento só ocorreu no final de abril de 2019, quando o jogador foi condenado a uma pena de quatro anos longe dos gramados.

Depois do baque, Lincom começou a colocar a vida nos eixos.

O centroavante perdeu peso (havia engordado 10 kg no período), voltou a treinar com um personal trainer e recebeu um convite para voltar aos gramados pelo Ferroviários-SP, um time amador de Bragança Paulista, que disputa torneios estaduais e nacionais.

Ele receberia um bom dinheiro para atuar, além da estadia e da viagem. Entretanto, o jogador foi impedido de jogar pela equipe quando foi fazer a ficha na Federação Paulista de Futebol porque não poderia participar de qualquer competição que envolva a entidade.

Lincom, que só estará apto a jogar novamente aos 37 anos, em 2022, ainda pretende retornar aos gramados.

Enquanto isso, ele se mantém no meio do futebol, mas em outra função.

Há dois meses, o jogador trabalha como comentarista esportivo na Rádio Pérola, de Birigui, em um programa diário - de segunda a sexta pelas manhãs.

"Eu virei um corneteiro (risos). Tenho buscado informações de jogadores, bastidores e analisando jogos. Tem dado resultado, o patrão está gostando e aumentou o tempo do nosso programa. Meus ex-colegas de time até mandaram recado para mim", explicou.

"Tenho a visão de quem esteve dentro de campo e conheço os times da região. Entrevistei o pessoal do Mirassol e do Bandeirante. Quero comentar partidas e estou gostando muito de ser comentarista. A nossa audiência tem aumentado", garantiu.

Lincom cogitou fazer faculdade neste ano, mas resolveu esperar mais um pouco por causa da nova rotina.

"Fizemos um amistoso com ex-jogadores famosos como Vampeta, Amaral, Chicão, Ronaldão e Paulinho McLaren para agitar a cidade. A diretoria do Corinthians me presenteou com uma camisa autografada para fazer rifa para ajudar a custear o tratamento de dois meninos que estão com doenças graves. O tratamento é caro", explicou

Caso de Lincom

Contratado em 2015 para ser a sombra de Vágner Love, que não vinha em boa fase, Lincom esteve no elenco que foi campeão brasileiro. Após fazer três partidas na competição, ele deixou o Parque São Jorge no começo do ano seguinte e rodou por alguns clubes até chegar ao Santo André, em 2018.

Em uma partida do time do ABC Paulista no Estadual, ele foi reprovado no exame antidoping.

Após o Estadual, o jogador estava jogando a Série B pelo Vila Nova e chegou a fazer duas partidas, mas como recebeu uma suspensão preventiva em abril, precisou rescindir seu contrato.