<
>

Guardiola quer semanas sem entrevistas e festas para 'blindar' Manchester City, diz jornal

Pep Guardiola quer "blindar" o Manchester City.

Segundo o jornal espanhol As, o técnico reuniu os jogadores no último sábado para pedir concentração total nas próximas duas semanas. Para isso, proibiu entrevistas, participação em eventos e festas.

No período de "silêncio", o time de Manchester tem compromissos importantes para a temporada: a reta final da Premier League, duelo contra o Real Madrid nas oitavas de final da Champions League, e final da Copa da Liga Inglesa contra o Aston Villa.

Além disso, a decisão de Guardiola acontece em a momento delicado fora de campo. Na última sexta-feira, a Uefa anunciou o banimento do clube de competições europeias pelo prazo de dois anos e multa de 30 milhões de euros por conta de problemas com o Fair Play financeiro.

Ainda na reunião, o técnico tentou deixar a punição fora das preocupações dos jogadores.

"Temos que mostrar que somos futebol, e não dinheiro. Isso é um problema para o clube, e não para nós", destacou o treinador.

Após a decisão da Uefa, o Manchester City emitiu um comunicado em que se dizia "desapontado", mas "não surpreso" com o fato. A alegação do clube é que o resultado do julgamento foi premeditado por Yves Leterme, chefe da investigação.

Os Citizens também pretendem entrar na Corte Arbitral do Esporte para tentar um recurso e ter um julgamento que o clube julga "imparcial". Além do banimento da Champions, o City corre risco de ser punido também na Premier League.

A equipe de Guardiola volta a campo nesta quarta-feira, às 16h30, em partida adiada pelo Campeonato Inglês, contra o West Ham. A ESPN Brasil e o WatchESPN transmitem o jogo ao vivo e de forma exclusiva.