<
>

Técnico do PSG confirma volta de Neymar e não comenta ida a Madri para ver tênis: 'Não sou o pai dele'

A ida de Neymar nesta semana durante a data Fifa para Madri, na Espanha, para ver a Copa Davis gerou críticas do técnico Thomas Tuchel, do Paris Saint-Germain.

O brasileiro foi convidado pelo zagueiro Gerard Piqué, seu ex-companheiro de Barcelona e um dos sócios da Kosmos (empresa que organiza o torneio), para ver o duelo entre a Espanha e a Rússia.

O comandante confirmou a volta de Neymar aos gramados depois de uma lesão, mas não deixou claro se o camisa 10 do PSG será titular na semana que vem contra o Real Madrid, pela Champions League.

"O que posso fazer? Eu não sou o pai dele e não sou a polícia. Sou o treinador. Como treinador, eu gosto deste voo? Não, de jeito nenhum, está claro. É hora de perder a cabeça? Não. Este não é o momento. Ele tem sido muito profissional nas últimas duas semanas. Ele fez mais que outros. Ele fez um trabalho coletivo, individual. Ele pode jogar amanhã, mas não por 90 minutos. Temos que decidir amanhã (sexta-feira) se ele começará no banco ou como titular", falou Tuchel, em entrevista coletiva.

Neymar viu das arquibancadas a partida entre Rafa Nadal e Karen Khachanov.

Acompanhado de dois amigos, o camisa 10 do PSG não teve uma foto registrada até o momento ao lado de Piqué, que estava no ginásio.

Apenas dez dias atrás, ele estava em Barcelona para passar o fim de semana.