<
>

Ex-atacante do São Paulo se reinventa na Europa e conta como virou lateral-esquerdo no Shakhtar

play
Empresário de Lugano revela bastidores de como o zagueiro negou o Sevilla: 'Demonstração de amor ao São Paulo' (2:28)

História envolve o Real Madrid e o Mundial de Clubes de 2005 (2:28)

Considerado uma das grandes promessas do ataque na base do São Paulo, Marquinhos Cipriano foi para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, no meio do ano passado. Na equipe ucraniana, o jovem de 20 anos precisou se reinventar. Depois de uma temporada de adaptação, ele foi deslocado para a lateral-esquerda.

A mudança começou em junho deste ano, quando o treinador precisava de um jogador para a posição e perguntou se o brasileiro poderia fazer a função.

“Eu respondi que não tinha problemas porque já tinha atuado como lateral quando comecei aos 13 anos. Joguei o amistoso, fui muito bem e todos me elogiaram. Depois, me perguntam se eu queria ser efetivado na função. Como já joguei, para mim não muda nada. É uma posição a mais que sei jogar”, explicou, ao ESPN.com.br.

O atleta foi titular como lateral durante a goleada por 6 a 0 contra o Kolos pelo Campeonato Ucraniano, na última sexta. Atualmente, o brasileiro Ismaily é o dono da vaga.

“Jogador precisa estar jogando independentemente da posição. Vou dar o meu melhor sendo atacante ou lateral. Não está sendo complicado. Está sendo muito bom para mim, consegui jogar 90 minutos e fui muito bem. É só o começo. Agora, é trabalhar para conquistar meu espaço aqui”, disse.

A equipe entrará em campo pela Champions League contra o Dínamo de Zagreb, na próxima terça-feira.

View this post on Instagram

Obrigado Deus. +3 ⚒⚽️

A post shared by Cipriano (@marquinhoscipriano) on

"Jogar no Shakhtar está sendo muito gratificante para mim é um clube que todo mundo na Europa respeita e olha com carinho porque tem muitos jogadores de qualidade, aqui é uma grande porta para a Europa e sonhos. Todo ano joga Champions e ganha o Ucraniano”, disse.

Devido aos problemas da guerra que destruiu Donetsk, os jogadores do Shakhtar moram na capital Kiev.

“É uma cidade sensacional. Tem tudo todo conforto necessário para minha família e é lugar muito bom para se morar”.

Do SP para Europa

Marquinhos é natural de Catanduva, mas morou em Duartina, perto de Bauru, onde jogou em escolinhas até os 13 anos de idade, quando foi parar no Desportivo Brasil, da Traffic. Contratado, mudou-se para Porto Feliz, e lá permaneceu, mesmo com propostas de Santos e São Paulo.

No Desportivo, foram quatro títulos, sendo dois na Holanda e um na Alemanha. Também venceu a Copa Ouro Sub-17, sendo artilheiro e eleito melhor jogador do torneio. As boas atuações lhe renderam convocações para as seleções de base e uma transferência ao São Paulo.

Logo depois, surgiram diversos rumores de que clubes como Atlético de Madrid, Grêmio, Flamengo, Flamengo, Inter e Cruzeiro estavam interessados em seu futebol.

Promovido aos profissionais em 2018, ele chegou a enfrentar o São Bento, em Sorocaba, na estreia do São Paulo no Campeonato Paulista. Entrou na etapa final e esteve em campo por 23 minutos. Depois foi relacionado para a partida contra o Novorizontino, na rodada seguinte do Estadual, mas não jogou. Na época, o técnico era Dorival Júnior e ele dizia ver no jovem potencial futuro.

Marquinhos foi protagonista de uma longa novela que terminou sem a renovação do contrato com o São Paulo. Como não renovou, foi descolado novamente para a base, passando a treinar no CT de Cotia com a equipe sub-23. Segundo relatou o atacante, ele não participou de jogos, apenas dos treinos. Ele afirma ter sido barrado.

Após o fim do vínculo, ele foi de graça ao clube ucraniano. Antes disso, o atacante disse no meio do ano passado que teve também uma oferta do Barcelona.

"Quando recebi a proposta deles eu gostei muito porque fizeram um projeto para mim. Nunca falaram que eu ia começar jogando, disseram que o primeiro ano seria de adaptação. Gostei muito a sinceridade deles. Tudo que eles falaram está sendo cumprido. Era um projeto a longo prazo”.

Na primeira temporada, Marquinhos Cipriano fez cinco partidas. Na atual, ele entrou em dois jogos oficiais.