<
>

Ex-Flamengo jogou na terra de Cristiano Ronaldo e hoje renasce no Confiança na Série C

play
O que o público do Rock In Rio acha do trabalho de Jorge Jesus no Flamengo? (2:17)

Técnico português caiu nas graças da torcida flamenguista (2:17)

Thiago Ennes era uma promessa da categorias de base do Flamengo, mas quando subiu aos profissionais viu sua realidade mudar. Como não conseguiu ter espaço no clube da Gávea, o lateral passou a rodar por várias equipes para poder jogar.

Neste ano, ele foi titular do Confiança-SE na conquista do acesso para a Série B do Campeonato Brasileiro.

"Eu posso dizer que foi um renascimento da minha carreira", admitiu, ao ESPN.com.br.

O jovem começou no Andorinhas, em Magé-RJ, antes de ir para o CF Rio de Janeiro, de Ênio Farias, que revelou Carlos Alberto e Júnior César. Após se destacar em um Carioca da base, ele foi ao Fluminense, no qual ficou por quatro anos.

"Eu era meia nessa época, mas tinham muitos garotos de seleção. Para eu não ser mandado embora, me perguntaram se queria ser lateral. Pensei que era melhor jogar assim em um time grande do que tentar ser meia em uma equipe menor", contou.

Na equipe das Laranjeiras, ele venceu torneios de base no Catar contra potências como PSG, Real Madrid e Inter de Milão. Além disso, atuou na Dallas Cup, nos Estados Unidos.

Em 2015, Thiago foi ao Flamengo após receber um convite da dietoria rubro-negra. Após vencer o Carioca sub-20 daquele ano, ele faturou a Copa São Paulo de 2016 em cima do Corinthians. O lateral de 23 anos foi da mesma geração de Léo Duarte, Lucas Paquetá, Felipe Vizeu, Ronaldo e Matheus Sávio.

"A Copinha foi um dos melhores títulos que venci até hoje. A final foi transmitida para todo do Brasil pela televisão contra uma grande equipe. É o melhor torneio de base. Depois, fui efetivado ao profissional. Fui várias vezes para o banco de reservas, só não entrei".

O jovem não tinha espaço na posição que foi dominada por anos por Rodinei e Pará.

"Sinceramente eu não sei [porque não teve chances no Flamengo]. Claro que todo jogador quer jogar, mas eu não fico chateado porque ali foi uma escola para mim. Eu aprendi coisas que nem imaginava estar ao lado de grandes jogadores que via pela televisão. Mas faz parte do futebol, não quero ficar remoendo e nem chateado com nada. Não entrei porque não tinha que entrar, Deus sabe a hora certa de tudo", desabafou.

Depois, o lateral foi emprestado para o União da Madeira, de Portugal. Em sua primeira experiência na terra de Cristiano Ronaldo, o jogador sofreu no começo com a adaptação

"Fui morar sozinho fora do país e deixei a família. Eu achei complicado as diferenças no idioma e na cultura. O povo é educado e trata os brasileiros bem. Foi uma experiência muito boa e gostei".

"A camisa do time tinha escrito CR7. Acho que a mãe dele era madrinha do clube. Uma vez eu fui ver um jogo da seleção portuguesa contra a Suécia e o vi em campo. Foi interessante porque só tinha o visto pela televisão", contou.

Após quatro meses em Portugal, Thiago Ennes foi para o Cuiabá. Ano passado, ele ajudou o Náutico a vencer o Pernambucano depois de 13 anos.

"Joguei 30 partidas e fui titular na maior parte do tempo. Venci meu primeiro título profissional e tive uma sequência muito boa. O único problema é que fiquei quatro meses parado por causa de uma lesão na coxa. Eu voltei para o mata-mata da Série C, mas acabamos perdendo a vaga do acesso para o Bragantino", contou

Depois de sair do Timbu, Thiago Ennes foi para o São Bernardo atuar na Série A2 do Paulista e depois foi contratado pelo Confiança.

"Eu precisava jogar a Série C porque todo mundo se conhece. Falei com meu empresário e meu pai que me deram força. Por ter feito um certo nome pelo Náutico eu tinha um mercado bom no Nordeste", explicou.

Thiago Ennes conquistou o acesso para a Série B pelo Confiança, que caiu na semifinal para o Sampaio Correa.

Sem contrato com o Flamengo desde o começo de 2019, o lateral está livre no mercado para o ano que vem.

"Cheguei no Rio de janeiro há pouco tempo e estou de férias, estamos esperando para ver o que irá acontecer", finalizou.