<
>

Com estrelas de volta, São Paulo só empata com CSA no Morumbi e torcida protesta

Reinaldo Gazeta Press

O São Paulo escapou de um vexame histórico na noite deste domingo, mas não se viu livre das vaias e dos protestos dos torcedores no Morumbi. O time empatou com o CSA, equipe que está na zona de rebaixamento, por 1 a 1, no fechamento do primeiro turno do Campeonato Brasileiro.

O que evitou a derrota foi um gol de Reinaldo aos 40 minutos da etapa final, numa jogada que começou em cobrança de falta de Daniel Alves. O lateral-direito foi uma das estrelas que retornou ao time nesta rodada. Os outros foram Pablo, Pato, Antony e Hernanes.

Os cinco estavam em campo quando o atacante Héctor Bustamente fez 1 a 0 para o CSA, aos nove minutos da etapa final.

Pato, que ficou fora por cinco jogos lesionado, acabara de entrar no jogo. Ele e os companheiros cometeram muitos erros. Quase sofrerem um gol olímpico e viram o rival acertar a trave. A partida teve mais momentos de sofrimento do que de vibração.

Aos 36 minutos do segundo tempo, a torcida mostrou que estava cansada de esperar uma reação. Começou a vaiar, a chamar a equipe tricolor de "amarelona" e a cobrar raça e respeito. O empate surgiu pouco depois, mas não acalmou os quase 30 mil pagantes.

O São Paulo encerra o primeiro turno com uma sequência de quatro jogos sem vencer. São dois empates e duas derrotas. E um gol marcado.

Um triunfo teria colocado o time tricolor no G-4 da competição, mas a equipe ficou com 32 pontos e está na sexta colocação, posição que ainda assegura vaga na COpa Libertadores, mas na indesejada fase preliminar. Os alagoanos têm 16 e está na zona de descenso.

O São Paulo volta a campo no próximo sábado para encarar o Botafogo, no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, às 11h (de Brasília). Por conta disso, toda a programação de treinos do clube será alterada, assim como os horários de refeição.

É o plano de trabalho da comissão técnica adaptar o time tricolor ao horário. Já fez isso antes da partida contra o Grêmio, nesse horário.

Já o CSA jogará no domingo contra o Ceará, no estádio Rei Pelé, às 16h.

Retornos e mudanças

Cuca contou com o retorno de oito jogadores no elenco, somando os que estavam à serviço da seleção brasileira (casos de Daniel Alves e Igor Gomes) e da seleção olímpica (Antony e Walce) e os lesionados (Hernanes, Pablo, Pato e Toró).

A escalação foi modificada e inédita na temporada. O treinador deixou Juanfran no banco e escalou Daniel Alves em sua posição de origem, isto é, na lateral direita. Hernanes voltou a ser o meia de armação (após cinco jogos fora) e Pablo ficou no ataque (não jogava há oito partidas).

Pato, Toró, Igor Gomes e Walce iniciaram no banco de reservas.

Tática para anular o rival

Argel Fucks preparou uma surpresa para encarar o São Paulo. Colocou o volante Dawhan para jogar improvisado na lateral-direita e avançou o dono da posição para a ponta-esquerda. Assim, Apodi virou um "problema" para os donos da casa.

Ele conseguiu inibir muito dos avanços de Daniel Alves, cavou faltas por aquele setor, proporcionou bons contra-ataques ao CSA e quase fez um belo gol aos 21, quando arriscou uma jogada individual e chutou da entrada da área.

Vai pela esquerda, então!

A forma encontrada pelo São Paulo para chegar ao gol foi usar o lado esquerdo e duas vezes o time ficou bem próximo de fazer o gol. Todas foram em jogadas de Reinaldo. A primeira aos 31. Depois, aos 36, quando aplicou um belo drible.

Aos 41, ele também finalizou e exigiu boa defesa de Jordi, que espalmou para escanteio. Mas a jogada aconteceu após rebote da defesa em chute de Hernanes. Aliás, finalizar da intermediária também foi uma arma, com Pablo, Hernanes e Antony.

E Daniel Alves?

Em seu primeiro jogo como lateral-direito pelo São Paulo, ele apareceu bem menos do que a torcida viu nos jogos anteriores, quando atuou como meia e teve liberdade no meio de campo. Ao menos no primeiro tempo.

É curioso porque o primeiro lance dele no jogo parecia indicar o contrário. Logo aos 3 minutos, ele achou Pablo na área, mas o atacante foi infeliz na finalização. Também faltou melhor sintonia entre o lateral e Antony.

Em uma jogada entre eles, aos 31 minutos, isso ficou bem nítido. O camisa 10 achou Antony na diagonal da grande área. Passou e já avançou esperando receber de volta, livre e em condições de marcar. Em vez disso, o garoto chutou para o gol e viu a bola explodir na defesa.

Aos 45, Alves ainda cobrou uma falta mirando o ângulo esquerdo da meta e a bola passou perto.

Pato de volta

Ausente dos últimos cinco jogos, Pato entrou em campo no segundo tempo na vaga de Everton. Foi aplaudido pela torcida e acabou mostrando votnade no primeiro lance em que recebeu a bola. Cortou para a esquerda e chutou. Não marcou.

Mas o CSA...

O time alagoano foi ousado no início da etapa final. Foram três chances próximas e perigosas.

Primeiro, aos 2 minutos, Euller tentou marcar um gol olímpico. Tiago Volpi entrou no gol para poder espalmar a bola e evitar o gol. Na cobrança de escanteio seguinte, Alan Costa cabeceou livre de marcação, mas para fora.

Aos 4, Euller recebeu a bola em rápido contra-ataque e carimbou a trave são-paulino.

Olha o GOL!

Foi aos 9 minutos e foi do CSA. Quem marcou foi Héctor Bustamente, em uma jogada que começou com um passe da lateral esquerda para dentro da área.

Assim, Carlinhos tocou para Euller, que deu para Apodi, este dentro da área. Ele rapidamente passa para Alecsandro, já na pequena área, mas ele tem dificuldade para finalizar e a bola acaba sobrando para Naldo. Este ajeita para Bustamente marcar.

Pressão, afobação e protestos

Foi assim que o time tricolor passou a buscar o empate no Morumbi. Os erros ficaram mais visíveis, os chutes começaram a acontecer sem tanta coordenação e facilitando a defesa do clube alagoana.

O momento mais perigoso foi uma falta cobrada por Pato, aos 29 minutos. A bola passou rente à trave.

Aos 36, os torcedores iniciaram um protesto. Gritos de "time amarelão", "respeito com a camisa tricolor" e palavrões deram o tom.

O empate

Quando tudo parecia perdido, Reinaldo conseguiu empatar, aos 40 minutos do segundo tempo.

Foi em um lance até casual. Uma falta cometida pelo CSA na risca da grande área, do lado esquerdo do ataque são-paulino. Daniel Alves cobrou a falta e colocou a bola na cabeça de Bruno Alves. Ele testou e ela sobrou para Reinaldo, que marcou.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1 X 1 CSA
CAMPEONATO BRASILEIRO 2019 - 19ª RODADA
DATA:
domingo, 15 de setembro de 2019
LOCAL: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
PÚBLICO: 29.779 presentes
RENDA: R$ 951.615,00
ÁRBITRO: Heber Roberto Lopes
ASSISTENTES: Helton Nunes e Éder Alexandre
GOLS: Bustamante (CSA), aos 9 minutos, e Reinaldo (SPO), aos 40 minutos do 2º tempo
CARTÃO AMARELO: Pato (SPO); Bruno Alves, Jean Cléber e Jordi (CSA)

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Daniel Alves, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Liziero (Igor Gomes), Tchê Tchê e Hernanes; Antony (Toró), Pablo e Everton (Pato). Técnico: Cuca

CSA: Jordi; Dawhan, Alan Costa, Luciano Castán e Carlinhos; Naldo, João Vitor e Euller (Jean Cléber); Bustamante (Bruno Alves), Alecsandro (Safira) e Apodi. Técnico: Argel Fucks