<
>

Richarlison dá assistência precisa, mas Everton é derrotado e ultrapassado pelo Bournemouth na Premier League

O Bournemouth venceu o Everton por 3 a 1 em uma tarde ensolarada no Vitality Stadium e ganhou oito posições na tabela da Premier League.

Com um elenco que prometia para a temporada, o clube da cidade de Liverpool não conseguiu conquistar pontos fora de casa nesta rodada e tem duas vitórias em cinco partidas no campeonato. A briga por uma vaga na Champions League da próxima temporada pode ficar mais difícil se perderem mais pontos contra os clubes "mais fracos" da tabela.

Por outro lado, o clube do sul da Inglaterra desde o início briga pelo meio de tabela e para não ir para a segunda divisão, portanto, com a vitória de hoje, venceu as mesmas duas vezes no torneio e tem um início melhor do que o esperado. A meta do clube é continuar na primeira divisão da Inglaterra, meta suficiente com o oitavo lugar que ocupam atualmente.

Com o resultado, o Bournemouth ultrapassou o Everton na tabela. No início do jogo, a distância dos clubes era de oito posições.

Rola a bola!

Na primeira etapa, o brasileiro Richarlison tentou várias vezes abrir o placar, acertou o travessão do adversário e foi o principal jogador de ataque do Everton no jogo.

Porém, quem abriu o placar no primeiro tempo foi o Bournemouth, que utilizou o contra-ataque como estratégia ofensiva: em um escanteio aos 23 minutos da primeira etapa, uma confusão dentro da área terminou com Callum Wilson colocando a bola no fundo das redes.

O lance foi analisado pelo VAR por conta de um toque na mão de Joshua King, mas o assistente de vídeo interpretou, em menos de um minuto, que o toque não foi suficiente para influenciar no lance do gol.

Após o gol, a pressão adversária aumentou e os atacantes de azul começaram a dominar o campo defensivo do zagueiro Nathan Aké.

E no finalzinho dos 45 minutos iniciais, Richarlison foi até a linha de fundo pela direita, o lateral Diego Rico acompanhou o atacante mas não conseguiu impedir que o brasileiro acertasse uma assistência maravilhosa que colocou a bola na cabeça do centroavante Calvert-Lewin na disputa por espaço na área contra o zagueiro Steve Cook. O atacante subiu no terceiro andar e empatou a partida no Vitality Stadium.

O segundo tempo começou com os dois times tentando dominar o meio de campo e com o Everton tendo mais sucesso nesta missão.

Porém, novamente, quem saiu mais feliz foi o clube do outro lado. Mais especificamente o atacante Callum Wilson.

Aos 12 minutos do segundo tempo, Ryan Fraser entrou na partida e dez minutos depois, em uma cobrança de falta ensaiada (e inusitada) o jogador cobrou direto para o gol e colocou novamente o time na frente do placar.

Cinco minutos depois, a defesa azul bobeou, Yerry Mina não acompanhou Callum Wilson e o atacante saiu sozinho na frente do goleiro Pickford e não desperdiçou. Com um toque de cobertura no goleiro inglês, o jogador marcou seu segundo gol no jogo e o terceiro do Bournemouth.

Os atacantes Bernard e Moise Kean entraram na partida pouco antes do terceiro gol, mas pouco puderam fazer pelo time nos últimos minutos de jogo.

Com o resultado, o Everton caiu para o 11º lugar do Inglês com sete pontos, enquanto o Bournemouth subiu para a oitava colocação do campeonato com os mesmo sete pontos, mas vencendo nos critérios de desempate. Com a mesma pontuação que os dois times, estão também o Crystal Palace, West Ham e Southampton - o Arsenal ainda joga neste domingo e pode ganhar pontos.