<
>

Crise no Cruzeiro cruza fronteiras, e torcida marca 'protesto mundial' para jogo contra o Palmeiras

play
Organizada do Cruzeiro critica Thiago Neves e cobra os jogadores baladeiros: 'Falta comprometimento' (2:31)

Máfia Azul nega que usará de violência para cobrar jogadores (2:31)

Vários torcedores do Cruzeiro ao redor do mundo se organizaram para protestar contra a diretoria do clube. Os alvos da insatisfação são o presidente Wagner Pires de Sá, o vice de futebol Itair Machado e o diretor-geral Serginho.

O evento vai ocorrer no momento da partida contra o Palmeiras realizada em São Paulo, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro, neste sábado.

Os protestos foram organizados por grupos de celular.

“Os redutos no Brasil e no mundo estarão se reunindo para assistir ao jogo contra o Palmeiras e protestar contra a diretoria. Se você é cruzeirense e apoia essa causa acesse o link abaixo (veja o mapa abaixo) e procure o reduto mais próximo de sua casa. Leve faixas de protesto contra as pessoas que estão afundando o nosso clube amado”, afirma o texto que circula pelo WhatsApp.

De acordo com o grupo, outros sete países já contam com torcedores que participarão: Argentina, Paraguai, Estados Unidos, Canadá, Portugal, Espanha e Irlanda. Também irão ocorrer manifestações em vários estados do Brasil.

Nesta quarta-feira, durante treino, a Máfia Azul, principal organizada do clube, voltou a protestar em frente à Toca da Raposa II.

Com apenas 18 pontos, o Cruzeiro está em 16º lugar no Campeonato Brasileiro, sendo o primeiro time fora da zona de degola.