<
>

Santos abre 3 a 0, mas Fortaleza busca empate incrível em plena Vila Belmiro

Depois de duas derrotas seguidas fora de casa, contra São Paulo e Cruzeiro, o líder Santos voltou a atuar na Vila Belmiro, mas não conseguiu voltar a vencer no Campeonato Brasileiro. Com gols de Marinho, Jorge e Eduardo Sasha, o time santista abriu 3 a 0 contra o Fortaleza na primeira etapa, mas viu os cearenses buscarem o empate na segunda etapa. Os gols dos visitantes foram marcados por Wellington Paulista, duas vezes, e Tinga, aos 49 minutos da etapa final.

Primeiro tempo

Determinado a conseguir os três pontos, o time comandado por Jorge Sampaoli teve um início de jogo avassalador. Logo no primeiro minuto, Jorge lançou Evandro no ataque, que tocou para Eduardo Sasha. O atacante viu Marinho na entrada da área, que chutou no canto e abriu o placar. Na comemoração, o atacante foi dar um beijo em sua esposa, que estava assistindo à partida.

Três minutos depois, Pituca lançou para Soteldo, que apareceu sozinho e finalizou, mas Felipe Alves fez boa defesa. Aos 9, o Santos ampliou. Marinho cobrou escanteio, Felipe Alves tirou de soco e a bola sobrou para Jorge, que bateu de primeira e fez um golaço.

Mesmo com o resultado, o Santos continuou atacando. Aos 14 minutos, Evandro recebeu pela esquerda e cruzou para Pituca, que bateu forte para nova defesa de Felipe Alves. O Fortaleza respondeu com chute forte de Romarinho para defesa de Éverson.

Um minuto depois, Soteldo fez boa jogada individual e passou para Pituca, que chutou forte e acertou a rede pelo lado de fora.

Aos 31 minutos veio o terceiro. Sasha recebeu de Jorge avançou pela esquerda e tocou por cima de Felipe Alves. A arbitragem chegou a anular o gol por impedimento, mas o lance foi revisto com auxílio do VAR e o gol foi validado. A exemplo de Marinho, Sasha também comemorou seu gol de forma romântica, mandando um coraçãozinho para as arquibancadas.

O time da casa manteve a posse de bola até o fim da primeira etapa e criou outras chances com chutes de fora da área, mas sem acertar o alvo.

Segundo tempo

A segunda etapa começou no mesmo ritmo da primeira. Logo aos 5 minutos, Soteldo recebeu na pequena área e fez mais um para o Santos, mas viu o gol ser anulado pela arbitragem por impedimento.

Aos 10 minutos, no entanto, Edinho, do Fortaleza, fez boa jogada e foi derrubado por Felipe Aguilar. Depois de revisão do VAR, a arbitragem marcou pênalti, que Wellington Paulista cobrou e converteu: 3 a 1. O Fortaleza se empolgou com o gol e partiu para cima, mas sem conseguir levar perigo. Na marca dos 19 minutos, Marinho cobrou falta lateral direto para o gol, mas a bola foi para fora.

Três minutos depois, o time cearense ganhou ainda mais motivos para acreditar na reação. Carlinhos recebeu na área, evitou a saída da bola e cruzou rasteiro para Wellington Paulista, na pequena área, marcar o segundo dele e do Fortaleza na partida: 3 a 2.

A resposta do Santos veio aos 23 minutos, quando Sasha recebeu cruzamento sozinho na área, dominou e chutou, mas a finalização saiu fraca e Felipe Alves defendeu com facilidade. Aos 28, Sasha chutou de fora da área, mas novamente sem força e com tranquilidade para o goleiro adversário.

Na marca dos 34, o Santos teve boa chance para ampliar. Pituca fez bom passe e deixou Jean Mota na cara do gol. Ele invadiu a área e bateu, mas Felipe Alves fez bela defesa.

Com as entradas de Felipe Alves, André Luis e Osvaldo, o Fortaleza tentou ter mais velocidade no jogo para reagir, mas o Santos voltou a dominar as ações depois que Carlos Sánchez e Jean Mota entraram. Mesmo assim, os visitantes tiveram boa chance com Felipe Pires, aos 40 minutos, que invadiu a área em boas condições, mas foi travado por Lucas Veríssimo no último instante.

Quando tudo parecia perdido para os cearenses, aos 49 minutos, Carlinhos cruzou, a bola passou por Wellington Paulista e Tinga chegou para empatar.

Com a empate, o Santos foi aos 33 pontos e ainda pode ser alcançado por Flamengo e Palmeiras, que não jogaram pela 16ª rodada - o Flamengo enfrenta o Ceará, às 19h, e o jogo do Palmeiras foi adiado.

O Fortaleza chega aos 18 pontos, na 15ª colocação e 5 a frente da Chapecoense, que é a primeira equipe dentro da zona do rebaixamento.

FICHA TÉCNICA:
SANTOS 3 X 3 FORTALEZA

Local: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data: 25 de agosto de 2019 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC)
Auxiliares: Helton Nunes e Alex dos Santos (SC)
VAR: Rafael Traci (SC)
Público e renda: 12.515/R$ 434.275,00
Cartões amarelos: SANTOS: Carlos Sánchez, e Marinho e Jorge. FORTALEZA: Juninho, Carlinhos e Felipe
GOLS: Santos: Marinho, Jorge e Eduardo Sasha, aos 1, 9 e 31 minutos do 1T; Fortaleza: Wellington Paulista (2), aos 14 e 22 minutos do 2T, e Tinga, aos 49 minutos do 2T.

SANTOS: Everson, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Felipe Aguilar e Jorge; Alison, Diego Pituca e Evandro (Sánchez); Marinho, Soteldo (Derlis González) e Eduardo Sasha (Jean Mota) Técnico: Jorge Sampaoli

FORTALEZA: Felipe Alves; Tinga, Quintero, Jackson e Carlinhos; Felipe, Gabriel Dias (André Luis) e Juninho; Edinho (Osvaldo), Romarinho (Felipe Pires) e Wellington Paulista Técnico: Zé Ricardo