<
>

Fernando Torres se despede do futebol levando de seis no Japão e com lançamento absurdo de Iniesta

A carreira de Fernando Torres chegou ao fim na manhã desta sexta-feira. No Japão, o atacante espanhol entrou em campo pela última vez com a camisa do Sagan Tosu, mas, ao menos nos 90 minutos, não saiu com boa recordação: seu time foi goleado por 6 a 1 pelo Vissel Kobe.

Do outro lado, Torres enfrentou amigos como Andres Iniesta e David Villa, com quem foi campeão da Eurocopa de 2008 – na qual marcou o gol do título na final – e da Copa do Mundo de 2010.

O meio-campista ex-Barcelona, aliás, acabou roubando a cena no duelo, com um lançamento absurdo que acabou resultando no terceiro gol do Vissel Kobe, marcado por Junya Tanaka. Antes, o próprio Iniesta havia balançado as redes na goleada, de pênalti, abrindo 2 a 0 para sua equipe.

O gol de honra do Sagan Tosu foi contra, também de um ex-Barcelona, o zagueiro Thomas Vermaelen. O time de Torres diminuiu quando a partida já estava 5 a 0 - depois, veio o sexto.

O resultado deixou o Sagan Tosu na 16ª colocação do Campeonato Japonês, mantendo o time sob a ameaça do rebaixamento após 24 rodadas – são 34 no total. O Vissel Kobe, por sua vez, sobe para 29 pontos e para o 12º lugar, se afastando um pouco das últimas posições da classificação.

Torres chegou no Japão em 2018 e, na última temporada, também brigou contra o rebaixamento. No passado, ele se destacou por Atlético de Madrid e Liverpool e chegou a ser comprado pelo Chelsea por cerca de R$ 130 milhões. Depois, passou ainda por Milan e novamente Atlético.

Na despedida no Japão, Torres ganhou homenagens da família, do clube e abraços dos amigos Villa e Iniesta. “Tomara que com o tempo tenham boas recordações da minha passagem por aqui. Agradeço a este país e sua gente. Vocês reforçaram valores fundamentais como o respeito a todos que nos cercam, são um país precioso que será sempre uma segunda casa para mim”, discursou.