<
>

Flamengo: Espanhol Pablo Marí conta como superou dores e vontade de abandonar o futebol

play
Mauro Cezar avalia zagueiro que 'não convenceu' Manchester City e foi aprovado por Jorge Jesus no Flamengo (0:52)

De acordo com o comentarista, o treinador português negou a contratação do zagueiro colombiano Cristián Zapata (0:52)

Nesta quinta-feira, o Flamengo anunciou oficialmente a contratação do zagueiro Pablo Marí, ex-La Coruña.

Marí foi revelado pelo Mallorca e comprado pelo Manchester City em 2016. Sem espaço no elenco principal, porém, foi emprestado para outros times, como Girona, NAC Breda e Deportivo La Coruña, time pelo qual disputou a última temporada na 2ª divisão espanhola.

O atleta de 1,91 e 25 anos se encaixou no pedido do treinador Jorge Jesus, que solicitou à diretoria um defensor alto que atuasse pelo lado esquerdo da zaga. O departamento de análise de desempenho do clube encontrou Marí como opção no mercado, e o comandante português deu o aval.

Pronto para sua primeira experiência no futebol sul-americano, o espanhol teve um início complicado no futebol, justamente por causa de sua altura.

Em entrevista concedida em outubro do ano passado à rádio Cadena SER, Pablo relatou o drama que viveu com as dores de crescimento na adolescência, quando estava começando no futebol, e revelou que ficou perto de abandonar o esporte.

"Eu comecei com seis anos na base do Valencia, e fiquei quatro anos. Depois, fui ao Levante, e aí passei uma época muito complicada, porque eu cresci muito rápido e tinha dores na pelve a cada dois, três meses, porque eu crescia muito rápido, então só tinha cartilagem, e não osso. O problema era nas cristas ilíacas. Foram quase dois anos muito ruins, nos quais pensei em abandonar o futebol", relatou.

Marí admitiu que as "tentações" da vida jovem quase fizeram com que ele deixasse de vez o mundo do futebol, mas acabou encontrando forças dentro de si para seguir em frente e vingar.

"Imagino que é algo que passa pela cabeça de muitos futebolistas, esse momento em que você pensa que não pode mais. É complicado ser tão jovem e ver seus amigos saindo para a balada, ou jogando bola no parque, e você não pode fazer nada, nem uma coisa, nem a outra. Mas houve algo dentro de mim que disse que eu tinha que lutar e buscar esse sonho. Então, fui sozinho aos 13 anos para Mallorca... E agora estou aqui!", exaltou.

Na última temporada, o zagueiro participou de 38 jogos do La Coruña, anotando ainda dois gols pela equipe.

Ele custará R$ 5,5 milhões aos cofres do Fla, e assinou contrato até 2022 com os rubro-negros.