<
>

Meia do Ajax perde pênalti, Benin surpreende, elimina Marrocos e vai às quartas da Copa Africana

Tinha tudo para o favorito Marrocos se classificar. Mas um pênalti perdido por Hakim Ziyech, cobiçado meia que brilhou no Ajax, semifinalista da Champions League, mudou a história. Mesmo com um a menos, os Esquilos de Benin, apelido da equipe, aproveitaram e, depois de um empate por a 1 a 1 no tempo regulamentar e na prorrogação, derrotaram os Leões do Atlas por 4 a 1 na disputa de pênaltis, avançando para as quartas de final da Copa Africana de Nações.

O rival dos beninenses sairá do confronto entre Uganda e Segenal, do atacante Sadio Mané, que será realizado às 16h (de Brasília) desta sexta-feira. Benin contará com o retorno da principal estrela do time, Steve Mounié, atacante de 10 milhões de euros que atua no Huddersfield, que cumpriu suspensão nas oitavas.

Mesmo sem a referência no ataque, os benineses avançaram e conseguiram um feito inédito. Essa é a melhor campanha da historia de Benin na Copa Africana de Nações. A seleção nunca havia sequer passado da primeira fase.

O jogo

Após um primeiro tempo sem gols, Moise Adilehou abriu o placar para Benin logo aos 7min, após cobrança de escanteio. Marrocos chegou ao empate aos 30m, quando Mbark Boussoufa aproveitou o vacilo da zaga e passou para En-Nesyri bater na saída do goleiro.

O último lance do segundo tempo poderia ter selado a classificação marroquinha. O meia do Ajax, Ziyech, teve a chance de decretar a vitória, mas mandou na trave uma penalidade marcada em favor de sua seleção.

A partida ficou mais complicada para os Esquilos no tempo extra. Com apenas 7min, o zagueiro Adenon, que joga no francês Amiens, tomou segundo amarelo e foi expulso. Mesmo com um a mais, os marroquinos não conseguiram balançar a rede adversária.

Na disputa de penalidades, Sofiane Boufal e Youseff En-Nesyri desperdiçaram suas cobranças, enquanto os quatro batedores de Benin converteram.