<
>

Companheiros de Real Madrid contam como Gravesen ficou pistola com pedalada de Robinho

play
Júlio Baptista lembra estilo de Beckham no Real Madrid e tira sarro de Roberto Carlos (1:08)

'Parecia um motoboy', brincou o ex-jogador do Real sobre vestimenta de R.Carlos (1:08)

Uma das histórias mais famosas do Real Madrid "galáctico" da década de 2000 é a briga entre o atacante Robinho e o volante Gravesen, conhecido por ser completamente maluco.

Na última quinta-feira, porém, o ex-meia Júlio Baptista, que anunciou sua aposentadoria dos gramados, contou à rádio Cadena Ser os detalhes do entrevero, ocorrido na pré-temporada de 2006/07.

De acordo com o ex-São Paulo e Cruzeiro, Robinho foi provocando o "Pitbull" dinamarquês com seus dribles até que a coisa fugiu do controle e os dois quase partiram para as vias de fato.

Foi Júlio Baptista, inclusive, que conseguiu segurar Gravesen e impedir que o volante acertasse o "Rei das Pedaladas".

"Essa história foi muito engraçada. Pense que Gravesen já estava um pouco maluco, aí o Robinho deu uma pedalada e o Gravesen começou a grunhir de tão bravo que ficou", lembrou Baptista.

"Então, o Robinho foi e deu outra pedalada, e o Gravesen deu um chute nele. O Robinho parou, olhou... E deu um soco no peito do Gravesen. Aí começou a confusão", contou.

"Eu até consegui separar os dois. Aí o Robinho começou a ir para o vestiário e o Gravesen olhou para mim e disse: 'Vou matá-lo!'", complementou, às gargalhadas.

Por causa da briga, porém, o técnico Fabio Capello, então comandante do Real Madrid, colocou Gravesen no mercado, e ele acabou deixando o clube em agosto de 2006 rumo ao Celtic, da Escócia.