<
>

Palmeiras: Torcedores pedem entrada de Guerra contra o CSA, Felipão diz que não ouviu e ironiza

play
Felipão prega calma e diz que não ouviu pedidos da torcida por Guerra no time do Palmeiras (2:00)

Jogador vem se recuperando de lesão e ainda não estreou (2:00)

Jogando com seu time reserva, o Palmeiras até começou bem e saiu na frente, mas levou o empate por 1 a 1 do CSA, nesta quarta-feira, pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro, no estádio Rei Pelé, em Maceió.

Em sua coletiva após o jogo, o técnico Luiz Felipe Scolari foi perguntado sobre os gritos da torcida alviverde, que pediu a entrada do meia Alejandro Guerra em campo.

Felipão, porém, disse não ter ouvido nada.

"Se gritaram, provavelmente devo estar com algum problema no ouvido, porque não ouvi... Mas se vocês falam... São vocês que estão ali fora. Eu estou vendo o jogo, não prestei atenção", afirmou.

Guerra ainda não jogou um minuto sequer em 2018. Scolari afirmou que o venezuelano terá chance e lembrou a insistência pelo uso de Zé Rafael no início do ano.

"Tem muitos que não jogaram, não é só o Guerra. Teve antes a situação de que tinha que jogar o Zé Rafael, o Zé Pedro, o Juquinha... Não é assim. Cada caso é um caso", salientou.

"O Guerra vem de lesão, há 20 e poucos dias. Vem entrando aos poucos nos treinamentos e veio nessa viagem. Calma. Quando for o momento, vou colocar para jogar", finalizou.

Com o placar desta quarta, o time de paulista vai a 4 pontos no Brasileiro.

Já os alagoanos somam seu 1º na competição.

Na próxima rodada, o Palmeiras recebe o Internacional, em jogaço marcado para sábado, às 19h (de Brasília), no Allianz Parque.

No dia seguinte, às 16h, o CSA joga novamente no Rei Pelé, desta vez contra o Santos.