<
>

Cruzeiro atropela Patrocinense com dois de Marquinhos Gabriel e Rodriguinho e avança no Campeonato Mineiro

Com o Mineirão cheio, o Cruzeiro recebeu a Patrocinense pelas quartas de final do Campeonato Mineiro. A equipe celeste não encontrou dificuldades e atropelou o time da cidade de Patrocínio por 5 x 0. Fred, Rodriguinho (2) e Marquinhos Gabriel (2) garantiram a vitória dos mandantes.

O jogo único aconteceu na casa cruzeirense por conta de melhor campanha no Estadual. Os comandados de Mano Menezes terminaram na segunda posição, enquanto o adversário terminou na sétima posição. Essa era vantagem do Cruzeiro no confronto, mas um empate levaria para os pênaltis direto.

Mas isso não foi necessário.

OS GOLS

Logo aos sete minutos de jogo Fred abriu o placar. A Patrocinense saiu errado, Rodriguinho roubou a bola e Robinho, em uma bela assistência, deixou o camisa 9 cara-a-cara com o goleiro. O artilheiro não desperdiçou e fez o primeiro do Cruzeiro.

Aos 22 minutos, Rodriguinho fez o segundo. O camisa 23 celeste fez jogada individual, deixou a defesa da equipe do interior perdida e ampliou.

Já na segunda etapa, o time de Mano não tirou o pé do acelerador e marcou mais logo no primeiro minuto.

Rodriguinho disputou bola com o zagueiro, e Marquinhos Gabriel aproveitou a sobra fazendo o terceiro do Cruzeiro.

Apenas dois minutos depois, Marquinhos Gabriel fez outro. Em bela troca de passes da equipe, de Rodriguinho para Fred, o atacante achou o camisa 20 sozinho. Frente a frente com o goleiro Jefferson, Marquinhos deu um toque 'de classe' e encobriu o arqueiro.

Pensa que acabou?

Rodriguinho fez mais um no Mineirão. Após dividida de Sassá com o goleiro, o meia aproveitou a sobra e fez o quinto dos mandantes.

Agora, o Cruzeiro muda o foco para a Libertadores. Na quarta-feira (27/03), a equipe recebe o Deportivo Lara. O foi adiado diversas vezes por problemas com a vinda do clube venezuelano ao Brasil.

O confronto acontece no Mineirão, às 21h30.

Já a Patrocinense se despede do Campeonato Mineiro e está eliminada da competição.