<
>

Flamengo: quem é Vitor Gabriel, jovem que Abel tirou da Copinha para reforçar profissionais

play
Veja gols de Vitor Gabriel, cria da base do Flamengo (0:49)

Atacante foi chamado por Abel Braga para compor o elenco profissional (0:49)

O olhar de Abel Braga não foi o primeiro que se voltou para Vitor Gabriel no Flamengo. O atacante de apenas 18 anos, tirado do grupo da Copa São Paulo para reforçar o profissional na viagem para a Flórida, já chama atenção há algum tempo na Gávea, colecionando elogios nos bastidores.

O jovem passou a vestir a camisa rubro-negra depois de uma boa atuação justamente contra seu atual clube. Jogando pelo Nova Iguaçu, marcou dois gols contra o badalado time de Vinícius Jr., Lincoln e cia. no Campeonato Carioca sub-15, liderando surpreendente vitória por 3 a 2.

Lincoln, aliás, é um dos motivos que fez Vitor Gabriel ser chamado por Abel. Isso porque o atacante já integrado aos profissionais está servindo à seleção brasileira sub-20, deixando os profissionais do Flamengo com apenas Henrique Dourado e Fernando Uribe como opções. Mas não é só isso.

Vitor Gabriel encantou a torcida do Flamengo, principalmente, pela Copa São Paulo que fez em 2018. Ele foi o artilheiro da competição, com quatro gols, e ainda foi eleito craque do torneio. Atuações de destaque que o fizeram, inclusive, treinar no time de cima, com Carpegiani.

Kléber Leite, ex-presidente do Flamengo, foi outro que já se empolgou com o atacante. Em agosto de 2018, ele definiu Vitor Gabriel como “melhor centroavante” do clube – que tinha Paolo Guerrero.

"E o centroavante, hein? Que problema… como não sei ficar em cima do muro, sem Guerrero, só vejo duas alternativas. A primeira, apelar para o improviso, com Vitinho como falso centroavante e Marlos, pela esquerda. A segunda, é promover o melhor centroavante do Flamengo que, a meu conceito, é Vítor Gabriel”, escreveu, na época, em seu blog.

É curiosa, aliás, a forma com que Vitor Gabriel costuma comemorar seus gols, repetindo gesto que ficou famoso por outro jovem artilheiro que se destacou no futebol brasileiro e é, de certa forma, seu xará: o “alô, mãe” de Gabriel Jesus, da seleção brasileira e Manchester City.

Clubes estrangeiros, inclusive, também têm acompanhado de perto a aposta rubro-negra, como revelou o ex-vice Ricardo Lomba, no último ano, ainda durante a gestão Bandeira de Mello.

"Volta e meia chegam sondagens, pelo Lincoln, Jean Lucas, até do Vitor Gabriel. Temos que ter um pouco de calma e preservarmos esses jogadores. Voltamos a ser vitrine no futebol mundial, agora todos olham para os nossos jogadores da base", disse o dirigente, em entrevista à “Fox Sports”.

Para se proteger, o Flamengo renovou o contrato de Vitor Gabriel, depois da Copinha de 2018, até o fim de 2022. O clube, no entanto, só tem 50% de seus direitos econômicos – a outra metade segue com o Nova Iguaçu.

Na Copa São Paulo de 2019, Vitor Gabriel chegou a estrear com o Flamengo que venceu o River-PI por 4 a 0. Neste domingo, já sem ele, o time volta a campo contra o Trindade, às 16h, com transmissão, ao vivo, da ESPN 2 e do WatchESPN.