<
>

Ele recolhe chuteiras para doar a jovens e comemora dançando: conheça o jogador que vai te fazer torcer para a Nigéria na Copa

A Nigéria chega para a Copa do Mundo da Rússia com um objetivo claro: passar das oitavas de final pela primeira vez na história. E se você precisava de um motivo para torcer para que isso aconteça, esse motivo é Chidozie Awaziem.

O zagueiro de apenas 21 anos atua no Nantes (emprestado pelo Porto), da França e é titular da defesa nacional e, dentre outras coisas, fala português muito bem.

É o que nos conta o brasileiro Andrei Girotto, ex-Palmeiras, que hoje está no mesmo clube do nigeriano. “Acredito na Nigéria, vem fazendo ótimas partidas e deu trabalho para a Argentina. Ele estava em campo. É um cara bem esforçado e um defensor raçudo” contou o volante, ao ESPN.com.br, lembrando da goleada por 4 a 2 dos africanos sobre as hermanos.

Não bastasse falar bem português, ele também é fã de Ronaldinho Gaúcho e Ronaldo Fenômeno, craques que tiveram seu auge durante a juventude de Chidozie.

Andrei conta ainda um outro lado bem diferente do defensor raçudo que você verá na Rússia: o lado solidário.

“Ele procura juntar todas as chuteiras que sobram no clube, que os jogadores não vão utilizar mais, para depois levar para a Nigéria. Ele fala que muita gente não tem condições de comprar uma. Esse fato me marcou muito. Ele vai levar para molecada das comunidades de lá. Ele recolhe como doação e irá levar nas férias depois da Copa do Mundo para o pessoal de lá”, revelou Girotto.

E não bastasse torcer para a Nigéria, você vai querer ver um gol de Chidozie.

“Ele curte dançar e todo mundo dá risada porque ele dança de um jeito diferente. Se sair um gol na Copa pode apostar que vai ter comemoração com dança”, contou.

Fã de hip-hop, apaixonado pelo seu país e brincalhão. São muitos os motivos para querer ver o zagueirão na Copa. O que você não vai querer é um dia dividir quarto com ele.

“Ele está sempre falando no celular com os amigos ou familiares nas concentrações. Gosta demais disso e é até difícil dormir com ele no quarto” contou rindo o brasileiro.

Awaziem começou nas categorias de base do El-Kanemi, na Nigéria, mas foi para o Porto ainda no sub-19 na temporada 2014/15. De lá, subiu para o profissional e ficou alternando períodos no time principal e no time b. Em 2017 foi emprestado ao Nantes, quando se destacou como titular da equipe.

A NIGÉRIA NA COPA

A Nigéria se classificou a quatro das últimas cinco Copas do Mundo. Além de Awaziem, a seleção tem outras armas para tentar superar o tabu das oitavas.

O principal deles é Victor Moses, do Chelsea, e tem 11 gols em 32 partidas e comandou os Super Águias pelo grupo da morte das eliminatórias africanas.

Além de Moses, compõe o poderoso trio ofensivo nigeriano o campeão inglês pelo Leicester, Ahmed Musa, e o jovem do Arsenal, Alex Iwobi, que inclusive marcou dois gols na goleada sobre a seleção argentina.

Chidozie e companhia estão no grupo D, junto com Argentina, Croácia e Islândia.