<
>

De Torres a Morata: Relembre centroavantes com passagem pelo agora decepcionante ataque do Chelsea

Morata é opção atual no Chelsea Getty

Um título da Premier League não garante paz para um clube. É exatamente isso que a temporada do Chelsea mostra para quem acompanha o futebol da Terra da Rainha. Além dos altos e baixos nos resultados, os Blues de Antonio Conte enfrentaram um outro problema: as críticas pela política de contratações do clube.

Não é difícil entender o motivo. O time, que enfrenta o Hull City nesta sexta-feira pelas oitavas de final da FA Cup - 17h50 (horário de Brasília), na ESPN Brasil e WatchESPN -, sofre com a seca de gols de seus centroavantes.

O elenco atual do Chelsea tem os nomes de Álvaro Morata, comprado por 66 milhões de euros antes da temporada 2017-18, e Olivier Giroud, que deixou o Arsenal em janeiro por 17 milhões de euros, como opções para o ataque. Mas o dinheiro despejado em centroavantes não resolveu a situação.

Desde 26 de dezembro de 2017, quando Morata marcou no 2 a 0 sobre o Brighton, os Blues jogaram 12 vezes. Mas nem o espanhol, nem o recém-chegado francês, balançaram as redes rivais.

O único atacante do Chelsea a marcar neste período foi, infelizmente para os negócios de Conte, o mesmo que deixou a Inglaterra na janela de transferências do inverno europeu. Michy Batshuayi, agora no Borussia Dortmund, fez 3 gols em duas partidas da Copa da Inglaterra - um contra o Norwich, outros dois contra o Newcastle.

Abaixo, relembre os grandes nomes que vestiram, ou ainda vestem, a camisa dos Blues, e entenda a situação dos centroavantes no clube.

Fernando Torres

172 jogos e 45 gols

58,5 milhões de euros. O valor pago pelo Chelsea pelo atacante espanhol, ídolo no Liverpool, transformou Torres em uma das maiores frustrações da história dos Blues. O atacante esteve no grupo que venceu a Champions League e a Europa League, mas acabou emprestado ao Milan antes da temporada 2014-15. Depois da passagem pela Itália, Torres voltou ao seu clube de infância, o Atlético de Madri.

Loic Rémy

47 jogos e 12 gols

Rémy foi destaque no Olympique de Marseille e no Queens Park Rangers. Em seu pior momento emprestado ao Newcastle, em 2014, o francês foi vendido por 13,2 milhões de euros ao Chelsea. Mas, depois de uma boa temporada de estreia, Rémy perdeu espaço no clube e acabou da mesma forma que Fernando Torres: emprestado. Em setembro de 2017, ele foi dispensado pelo Chelsea e assinou com o Las Palmas - clube que já mandou o atacante para o Getafe.

Diego Costa

120 jogos e 59 gols

O brasileiro naturalizado espanhol foi o grande nome do ataque do Chelsea nos últimos anos. Por 38 milhões de euros, os ingleses tiraram Diego do Atlético de Madri. Nos Blues, o atacante foi bicampeão da Premier League e chegou a ser escolhido para a seleção da liga em 2014-15. Mas as relações com Antonio Conte pioraram cada vez mais até que, em junho de 2017, o treinador disse ao atacante que não iria mais contar com ele. Afastado do elenco, foi vendido por 66 milhões de euros ao seu antigo clube na Espanha.

Radamel Falcao

12 jogos e 1 gol

Um gol. Foi isso que Falcao conseguiu fazer com a camisa do Chelsea. Com pouco espaço e depois de passagem frustrante pelo Manchester United, o colombiano teve seis meses no Chelsea antes de se lesionar. Ele acabou perdendo espaço para o recém-contratado Alexandre Pato, e deixou a Inglaterra no final da temporada. Desde então, voltou a se tornar um dos grandes atacantes do futebol mundial com a camisa do Monaco.

Alexandre Pato

2 jogos e 1 gol

Se os tempos de Falcao no Chelsea não deixaram lembranças, os de Pato foram ainda menos memoráveis. O brasileiro havia deixado o São Paulo para retornar ao Corinthians. Mas o clube não contava com Pato e, assim, emprestou o atacante para os Blues. Foram seis meses, dois jogos e um gol - de pênalti - antes de deixar Londres.

Michy Batshuayi

53 jogos e 19 gols

Estrela no Marseille, Batshuayi trocou a França pela Inglaterra antes da temporada 2016-17 por 40 milhões de euros. O belga teve bons momentos com a camisa dos Blues, mas nunca garantiu seu espaço em Stamford Bridge. Depois de um ano e meio, ele fez parte do ciclo de negócios que levaram Giroud para o Chelsea e Aubameyang para o Arsenal. Agora emprestado ao Borussia Dortmund, o atacante atuou apenas três vezes, mas já marcou cinco gols.

Álvaro Morata

32 jogos e 12 gols

Promessa no Real Madrid. Promessa na Juventus. Titular no Chelsea por 66 milhões de euros. Morata teve começo empolgador na Inglaterra, com sete gols em seus primeiros oito jogos. Mas as atuações do espanhol não são as mesmas há algum tempo. Na má fase do Chelsea, ele perdeu espaço até mesmo para Giroud.

Olivier Giroud

2 jogos e nenhum gol

O francês está há pouco tempo no lado azul de Londres. Com passagem marcante pelo Arsenal, ele trocou o Emirates Stadium pelo Stamford Bridge por 17 milhões de euros. São apenas duas partidas com os Blues até então. Reserva contra o Watford e titular contra o West Brom, Giroud ainda não marcou gols.