<
>

Ministério Público pede arquivamento de inquérito sobre acusação de estupro de Robson Bambu, do Corinthians

De acordo com promotor, não há indícios e nem justa causa para dar prosseguimento ao caso envolvendo Robson Bambu


O MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo) pediu nesta segunda-feira (16) o arquivamento do inquérito policial que investigava uma acusação de estupro feita contra o zagueiro Robson Bambu, do Corinthians. A informação é do GE.

Segundo o promotor responsável pelo caso, Márcio Takeshi Nakata, "não há indícios suficientes nem justa causa para a deflagração de ação penal contra os investigados".

"Ante todo esse contexto probatório, ainda que haja a palavra da vítima, afirmando ter sido abusada sexualmente, os demais elementos probatórios colhidos durante a investigação não se harmonizam com a versão da vítima, seja a primeira ou a segunda versão", escreveu Nakata.

"A sua amiga [que não terá o nome divulgado] não presenciou os fatos; apenas ouviu a vítima dizer que fora abusada sexualmente. Nenhuma das testemunhas ouvidas percebeu que a vítima [que não terá o nome divulgado] estivesse embriagada no momento da chegada ao hotel, tendo inclusive sua amiga apresentado versões contraditórias nesse ponto", completou.

Na apuração do caso, foram colhidos depoimentos de diversas testemunhas, como os funcionários da casa noturna em que Robson Bambu e seu amigo estavam antes da acusação, assim como os trabalhadores do hotel em que a dupla se hospedou durante a noite e onde o suposto estupro teria ocorrido, de acordo com a acusadora.

Agora, o MP-SP irá enviar o relatório à Justiça, e o conteúdo será analisado por um magistrado.

Após a leitura, há duas possíveis sequências: o juiz pode concordar e arquivar o caso ou remeter os autos ao procurador-geral.

Neste segundo caso, há então três opções: o procurador-geral pode oferecer a denúncia, indicar outro promotor ou insistir no pedido de arquivamento.

Na atual temporada, Robson Bambu entrou em campo quatro vezes pelo Corinthians.

A última vez que ele jogou foi na recente vitória por 2 a 0 sobre a Portuguesa-RJ, pela Copa do Brasil, na Neo Química Arena.