<
>

Investimento no futebol feminino e Alexia Putellas 'acima da média': Andressa Alves e Francielle Alberto detalham evolução do Barcelona

play
Champions League feminina: Multidão é registrada em frente ao Camp Nou para Barcelona x Real Madrid; VEJA! (0:12)

Via @marianaspinelli I El Clássico está sendo disputado nesta quarta-feira (30); Barça venceu o jogo de ida por 3 a 1 (0:12)

Casadas desde 2020, a dupla falou sobre a montagem do elenco atual do time culé em entrevista ao podcast Top Suado, da ESPN


Atacante da seleção brasileira e da Roma, da Itália, Andressa Alves foi a primeira brasileira a ser contratada pelo clube italiano na história. Ela chegou ao time em 2019, depois de três temporadas vestindo a camisa do Barcelona, onde também foi a primeira brasileira na história.

Ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2015 e bicampeã da Copa América com o Brasil em 2014 e 2018, Andressa fez parte da montagem do elenco do Barcelona em 2016, quando deixou o Montpellier, da França, rumo ao time catalão.

No Brasil, ela acumula passagens por Juventus (SP), Centro Olímpico, Ferroviária e São José, clube onde foi campeã e artilheira da Libertadores Feminina em 2014.

“Quando eu cheguei, o Barça era um time comum. Estava começando a fomentar, a mexer no futebol feminino”, afirma a jogadora de 29 anos, em entrevista ao podcast Top Suado, da ESPN.

De acordo com Andressa, o investimento feito pelo clube da Catalunha na equipe feminina já mostrava sinais de que chegaria ao auge do futebol europeu. O Barça é o atual campeão da Champions League e vai jogar a final da edição desta temporada contra as francesas do Lyon.

“O clube fez total diferença. Começou a colocar dinheiro, começou a valorizar. Começamos a treinar só em campo natural, vestiário, viagem. Profissionalizou, então é mais do que merecido tudo que está acontecendo”, diz Andressa.

Já Francielle Manoel Alberto, mais conhecida como ‘Fran’, destaca a estruturação gradual da equipe do Barça. Tetracampeã da Libertadores, duas vezes com o Santos, (2009 e 2010) e duas vezes com o São José (2011 e 2014), Fran é esposa de Andressa, ex-jogadora da seleção brasileira e medalhista de prata nas Olímpiadas de Pequim,

“Planejamento é tudo. Eles começaram devagar, foram montando tudo, que era para chegar aonde está hoje. Trabalho de médio a longo prazo”, ressalta Fran, também em entrevista ao Top Suado.

A ex-jogadora, que se aposentou em 2018 quando jogava pelo Avaldsnes, da Noruega. afirma que o Barcelona já estava pronto para brigar por títulos quando Andressa deixou o clube rumo à Roma.

“Não tinha ganhado a liga por detalhe, elas perderam para elas mesmas, porque o time dela já era acima do (time do) Atlético de Madrid, que era o grande adversário na época”, conta Fran. “E aí quando a Andressa saiu, que a gente viu as contratações que foram feitas, a gente falou que não tem como. É questão de tempo e não deu outra”, completou.

Andressa também afirma que não jogou apenas ao lado da norueguesa Graham Hansen, que chegou ao Barcelona em maio de 2019 e ajudou o clube a conquistar seu primeiro título nacional desde a temporada 2014-2015. “Eu joguei com a Lieke (Martens), eu joguei com a Alexia (Putellas), joguei com a Jenni (Hermoso), com a Oshoala”, afirma Andressa.

“E realmente, o povo fala que é ‘blá blá blá’, mas não é. Quando o clube realmente investe para ser campeão, vai ser campeão, não tem como. Porque é um disparate muito grande de estrutura no futebol feminino. Então, se o clube coloca o dinheiro, nem um terço do dinheiro que coloca no masculino, no feminino, vai chegar, não tem como não chegar”, completa a atacante da seleção brasileira.

A atual jogadora da Roma, que foi vice-campeã do Campeonato Italiano Feminino com a equipe na atual temporada, também se rendeu à qualidade de jogo de sua ex-companheira de equipe no Barça e atual melhor atleta de futebol do mundo: a espanhola Alexia Puttelas, que joga pelo clube culé desde 2012 e ganhou seis títulos da liga espanhola, seis Copas da Rainha e uma Champions League.

Andressa destacou o desenvolvimento da camisa 11 do Barcelona, que é a capitã e maior líder da equipe para a final da Champions League de 2021-22. A decisão da principal competição continental europeia está marcada para o dia 21 de maio, no Juventus Stadium, contra o Lyon, maior campeão da história da Liga dos Campeões Feminina com sete conquistas.

“E é a evolução da Alexia também. Quando eu comecei a jogar com a Alexia, ela era uma jogadora boa para caramba. Mas boa normal, agora meu deus do céu, acima da média”, destaca Andressa.

Possível futuro nas transmissões esportivas

Casadas desde 2020, Fran e Andressa se conheceram ainda como jogadoras, quando se enfrentaram em 2012, pela Copa do Brasil – Fran jogava pelo São José e Andressa atuava pelo Foz Cataratas. Elas ficaram sete anos com medo de assumir o relacionamento por medo de preconceito e perda de patrocínios.

Agora, ambas contam com um canal no YouTube (Canal da Resenha) que chega às 248 mil visualizações totais e passa dos 6.800 inscritos. Apesar do conteúdo focado na vida do casal no mundo do futebol feminino e brincadeiras com convidados, a dupla tem vontade de trabalhar com transmissões esportivas no futuro.

“Não tenho vontade de comentar jogo, comentar é a Fran. Eu quero ser repórter de campo. Mas eu vou ter que estudar (...) A Fran que é boa para ser comentarista, ela tem uma noção de jogo boa”, revela Andressa.

“Eu gosto de comentar assim. Acho que pelo fato de eu ter sido meio campo e sempre raciocinar muito, ter as leituras de jogo, de o que o treinador está pedindo, do que está acontecendo, eu conseguia assimilar muito rápido. 'Nossa, eles mudaram isso, mudaram aquilo'. E isso me ajudava a ter uma leitura boa, então eu acho que eu gostaria de ser comentarista mesmo”, afirma Fran.

A entrevista com Andressa Alves e Fran foi realizada no podcast Top Suado, programa da ESPN sobre o universo dos esportes femininos e apresentado por Mariana Spinelli, Natasha David e Gio Del Carlo.