<
>

Cavani admite que pensou em deixar United após chegada de Cristiano Ronaldo e revela conversa que teve com irmão

Edinson Cavani, astro uruguaio do Manchester United, é o convidado do Bola da Vez, neste sábado, às 20h, pela ESPN no Star+


Convidado do Bola da Vez desta semana, Edinson Cavani pensou em deixar o Manchester United no momento em que o clube contratou Cristiano Ronaldo. Essa foi uma das revelações que o atacante uruguaio fez na entrevista que você assiste neste sábado (7), às 20h (horário de Brasília), pela ESPN no Star+.

Os Red Devils anunciaram o retorno de CR7 no fim de agosto de 2021, já nos últimos dias da janela de transferências do mercado. Talvez, se o negócio tivesse se concretizado antes, Cavani já não estivesse hoje em Manchester...

"Falando a verdade, pois sempre digo a verdade, como deve ser. No momento em que aconteceu, achei bom que o Manchester contratasse o Cristiano. Conhecendo um pouco o mundo do futebol atualmente, a primeira coisa que fiz foi ligar para meu irmão e falei: 'Fernando, se isso tivesse acontecido há uma semana, eu pediria para você fechar com outro clube'", contou Cavani, citando seu irmão e empresário Walter Fernando Guglielmone.

"Mas não porque eu não quisesse jogar com o Cristiano Ronaldo. Não. Porque tive a oportunidade de conhecê-lo, e é um grande profissional, com seus objetivos, e isso é perfeito para os esportistas. Mas como eu conheço, depois de anos no futebol, como são as coisas atualmente... Por isso o fato de falar com meu irmão", seguiu.

"Passou mais pelo fato de entender a situação. Não porque não pudesse jogar no meu lugar no Manchester, mas porque há muitas coisas no futebol atual que são diferentes de como eram com outros treinadores, como era antes, anos atrás. Como aconteceu de repente, em momento algum tive alguma sensação. Pensei: vamos jogar, fazer o melhor possível", explicou.

Cavani vive seus últimos meses de contrato com o United. Seu vínculo se encerra em 30 de junho e não deverá ser renovado. Nesta temporada, o atacante fez 18 partidas, só sete como titular, e marcou dois gols – o último deles ainda em 2021, em dezembro.

"Com o tempo, independentemente das minhas lesões no clube, que me mantiveram um pouco afastado da temporada... Vivi situações difíceis, diferentes das que enfrentei o ano passado. E depois de uns meses, liguei novamente para meu irmão e falei: 'Lembra do que falou no início da temporada?' Antes de começar a temporada. Não há segredos no futebol. Para mim, já foi tudo inventado, e eu tenho uma visão do futebol que ninguém tira de mim."

"Então eu liguei para o meu irmão e falei isso. Porque ele falava: 'Seja positivo, Edi, vocês farão um bom trabalho…' Me disse várias coisas. Não tinha dúvidas de que poderia ser assim. 'Mas vejamos o que acontece com o tempo'. E tudo aconteceu e é isso, aqui estamos, somando, como em todos os lugares onde estive, mas o meu modo de pensar e forma de ver o futebol me deu a razão nos primeiros meses e daí para adiante… Tive meus problemas com as lesões e estive um pouco afastado. Mas isso foi um pouco do que aconteceu nesse período.”

Além das lesões que o atrapalharam no United, Cavani viveu uma temporada também cercada de especulações. Muitas delas o ligaram a clubes do Brasil, como o Corinthians e o Botafogo. Na América do Sul, o Boca Juniors surgiu como outra possibilidade. Nas últimas semanas, a imprensa europeia noticiou que o atacante interessa à Real Sociedad, da Espanha.