<
>

Parceiro do Corinthians atrasa repasse de pagamento por salário de Paulinho; clube vê caso como 'pontual'

play
Vítor Pereira ri e fala em 'azar' de 2 clássicos em 2 semanas de trabalho: 'Não sou mágico' (2:11)

Técnico do Corinthians falou em entrevista coletiva após o clássico com o Palmeiras (2:11)

Responsável pelo pagamento dos salários do volante Paulinho, a Taunsa atrasou repasse ao clube paulista; diretoria vê caso como 'pontual'


O Corinthians enfrentou imprevistos em relação ao pagamento de salários do volante Paulinho. A empresa Taunsa, parceira do clube e que tem acerto para assumir os vencimentos do meio-campista, atrasou parte do repasse ao Timão, que é o responsável por fazer o pagamento ao atleta.

A informação foi revelada pelo portal UOL e confirmada pela ESPN, que conseguiu outros detalhes.

Como colocado acima, os pagamentos do jogador, assim como de todo o elenco, são feitos pelo clube. A Taunsa arca com o valor referente ao camisa 15.

Com salário acima de R$ 1 milhão, o meio-campista tem os pagamentos viabilizados através de uma parceria, assim como Willian, alvo de acordo com a Socios.com.

A reportagem apurou com fontes ligadas ao clube que parte do valor total que a Taunsa deveria repassar à agremiação está atrasada. Mas a situação, no entanto, é tratada como "pontual" pela diretoria alvinegra.

Diante do atraso, o Corinthians arcou com 100% do salário de Paulinho, que tem vencimentos em dia.

De volta ao clube em 2022, o jogador é titular absoluto na equipe comandada por Vítor Pereira, que nesta semana enfrenta o Guarani pelas quartas de final do Campeonato Paulista. O duelo acontece na próxima quinta-feira (24), na Neo Química Arena.