<
>

LoL: G2 assume compromisso de ser campeã mundial e reformulará equipe para 2022

Após uma campanha ruim em 2021, Ocelote anunciou mudanças na G2 Esports para 2022 Riot Games

G2 Esports anuncia oficialmente que busca trocar jogadores e membros da comissão técnica e reformulará equipe para 2022

Semifinalista do Worlds 2020, a organização europeia G2 Esports nem sequer conseguiu se classificar para a edição deste ano do campeonato mundial e por conta disso anunciou uma reformulação em seu elenco para 2022. Assumindo o compromisso de ser campeã mundial, o CEO Carlos “Ocelote” anunciou através das redes sociais da equipe que a mesma está buscando trocar os jogadores Wunder, Mikyx e Rekkles, juntos de GrabbZ e Nelson, da comissão técnica.

Considerada uma das maiores promessas para o cenário europeu dentro dos palcos internacionais, a G2 Esports não conseguiu replicar em 2021 os sucessos alcançados pela equipe ao longo dos últimos anos. Vendo Perkz se despedir da equipe e recebendo o atirador sueco Rekkles, a hegemonia alcançada pela equipe nos últimos anos foi quebrada em uma das piores campanhas da equipe desde sua criação, com um terceiro lugar no primeiro split e uma quarta colocação no segundo para amargurar a despedida de suas chances de representar a região no Worlds 2021.

Buscando entrar em 2022 com novos ares, Ocelote confirmou nas redes sociais da G2 alguns rumores que já circulavam pelo cenário: Wunder, Mikyx e Rekkles não serão mais jogadores da equipe para o próximo ano e GrabbZ e Nelson não farão mais parte da comissão técnica. O CEO também comentou que estão buscando substituir o resto da comissão técnica.

“Amamos cada uma das pessoas que não estarão mais conosco no futuro. O trabalho deles conosco tem sido incrível (...) Estamos muito orgulhosos de tê-los tido na equipe, você sabe, tendo vencido a MSI juntos, tendo destruído a Europa repetidas vezes”, comenta Carlos. “É do nosso maior interesse que eles cheguem a algum lugar agradável onde possam continuar a ter sucesso e não bloquearemos quaisquer negociações. É hora de recomeçar”.