<
>

CSGO: Heroic vira sobre a Liquid e está nas semifinais da ESL Pro League S14

CadiaN lidera a Heroic para mais uma semifinal de Pro League Divulgação/HLTV

A ESL Pro League S14 entrou em sua fase decisiva com os confrontos das quartas de final nesta sexta-feira (10). A Team Liquid do brasileiro Gabriel “FalleN” voltou aos servidores para encarar os dinamarqueses da Heroic, mas perderam pelo placar de dois a um.

Os dinamarqueses voltam neste sábado (11), para o confronto contra a Natus Vincere, às 11h00 (horário de Brasília). O vencedor do confronto está garantido na grande final da 14ª temporada da Pro League.

HEROIC 2 X 1 TEAM LIQUID

O primeiro mapa escolhido para a série ficou na Overpass, escolha da Liquid. Os dinamarqueses começaram melhor o primeiro tempo, anulando o armado da cavalaria e abrindo com 7 a 1. Os norte-americanos tentaram aliviar o placar da primeira metade, mas a Heroic conseguiu manter uma defesa sólida e fechou o primeiro tempo em 10 a 5.

Buscando a virada no lado CT, a cavalaria conseguiu manter uma defesa sólida com NAF e Stewie e encostou em 12 a 11. Controlando bem o B side, a Team Liquid achou a virada e fechou o mapa em 16 a 14.

A partida seguiu para o segundo mapa da Nuke, escolha dos dinamarqueses. O primeiro tempo do jogo foi um verdadeiro impasse, com cada equipe levando o round. A Heroic conseguiu levar a primeira metade com um clutch de refrezh em cima de NAF, com o placar de 8 a 7.

Na troca de lados, os norte-americanos conseguiram vencer quatro dos cinco primeiros rounds do segundo, mas a Heroic reagiu virando o placar e chegando ao match-point. Sem dar chances à equipe de FalleN, os dinamarqueses empataram a série com 16 a 12 na Nuke.

O último mapa que decidiu a série foi a Inferno. Os dinamarqueses atropelaram a Liquid no lado CT e abriu o último mapa com 12 a 3 no primeiro tempo. Os norte-americanos com a dupla Grim e NAF pressionaram a Heroic até chegarem ao empate de 13 a 13. O jogo permaneceu pegado, mas com o 5v1 de refrezh, a Heroic levou para a prorrogação. Na OT, os dinamarqueses fecharam o mapa em 19 a 16.