<
>

Raulzito é preso em Florianópolis por suspeita de abuso sexual de menores

Raulino de Oliveira Maciel, o Raulzito Arquivo pessoal

Nesta terça-feira (27), a Polícia Civil Rio de Janeiro prendeu, em Florianópolis, o streamer e youtuber Raulino “RaulZito” de Oliveira Maciel, por suspeita de estupro de vulnerável. Os casos estão sendo investigados pela Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV), onde teriam acontecido em Niterói (RJ) e em São Caetano do Sul (SP).

Segundo a Polícia Civil, por meio do seu perfil em uma das suas redes sociais, o streamer entrava em contato com menores de idade e prometia trabalhos, alegando ser contratado de uma emissora de TV famosa (SBT). Ainda há a suspeita de que mais menores foram vítimas do suspeito.

Em nota, a DCAV afirmou que as principais vítimas do streamer eram atores mirins de teatro, cinema e TV, com idades variando entre 10 e 14 anos.

"Após fatos noticiados por mãe de uma das vítimas que dirigiu-se à DCAV após ouvir relato de seu próprio filho dos abusos que sofrera desde o mês de fevereiro até meados de maio, outra vítima, também menor de doze anos, confirmou na sede da DCAV que também sofreu abusos e foram tantas as vezes que ambas não sabem ordenar cronologicamente de que maneira ocorreram", informou a DCAV.

Procurada pela ESPN Esports Brasil, o SBT enviou um posicionamento afirmando que o RaulZito foi desligado e não faz mais parte do quadro de streamers do SBT Games.

“O SBT informa que o youtuber Raulino de Oliveira Maciel, o 'Raulzito', não integra mais o quadro de streamers de SBT Games, do qual fez parte desde o início deste ano. Ele era produtor de conteúdo não exclusivo da plataforma, não tendo nesta condição direito algum em usar o nome da emissora em negociações fora das propriedades de SBT Games. O SBT aguarda a elucidação dos fatos e resultado da investigação, que resultou na prisão do youtuber na manhã desta terça-feira (27)”, diz a emissora em nota.