<
>

CBLoL: 'Não consigo reconhecer meu time', comenta Maestro sobre começo da INTZ no segundo split

Maestro é treinador da INTZ desde 2017 Riot Games

Continuando os confrontos da segunda semana do principal campeonato brasileiro de League of Legends, a quarta rodada do CBLoL neste domingo (13) mostrou vitória dos ninjas da KaBuM, Yuri de volta aos campos da justiça pela Rensga, continuidade da invencibilidade dos rubro-negros e muito mais.

KABUM 1 x 0 LOUD

Mantendo o jogo controlado durante os momentos iniciais da partida com ambas as equipes trocando eliminações ao redor do mapa com pequenas lutas entre as rotas do meio e inferior. O confronto entre KaBuM e LOUD começou a pegar fogo a partir dos vinte minutos, com a equipe dos Ninjas levando uma ligeira vantagem ao trazer um bom controle de visão e mantendo a pressão da alma do dragão.

A partir daí foi passeio para a KaBuM. Com Wizer encaixando bons flancos, os Ninjas acabaram com as chances da LOUD voltar na partida após conquistar a alma do oceano e encaixar uma boa luta na rota do meio.

“Essa parte do nosso setup, de todo o planejamento das jogadas e controle de visão é nosso defeito atual. Acho que isso não se reflete nos treinos, lá estamos tendo treinos bons mas acho que pela afobação do jogo oficial estamos errando muito, até tenho que pedir desculpa porque sou um cara que fica muito hypado e faz a comunicação ficar muito afobada - isso aconteceu ontem contra a Miners e hoje também”, avalia Duds sobre o jogo da equipe.

RENSGA 1 x 0 PAIN GAMING

Garantindo vantagem através de abates durante o começo do jogo, a paiN Gaming encaixou seu ritmo na partida para manter o jogo controlado por um tempo e garantir os dragões. Através de boas respostas ao redor do mapa com arautos e também com eliminações, os Cowboys da Rensga chegaram aos 25 minutos com vantagem no placar de eliminações e abrindo uma larga vantagem no ouro.

Mesmo com a pressão da alma, a vantagem alcançada pela Rensga impossibilitou que os Tradicionais conseguissem abater o último dragão que garantiria a alma aos mesmos. Sem dano para conter o time parrudo dos Cowboys, lentamente a paiN viu os adversários se recomporem da derrota no sábado (12) sem Yuri e destruírem seu nexus.

“A Rensga mandou super bem nesse jogo. Pra mim especificamente as escolhas de campeões não ficou muito fácil, eu estava jogando uma rota muito difícil e era impossível ganhar 2 contra 2 porque eles tinham uma Sejuani com dois campeões corpo-a-corpo. Eles jogaram bem, souberam executar o plano de jogo deles e não é a toa que eles venceram. Mérito deles”, conclui Robo sobre a derrota contra a Rensga.

RED CANIDS 1 x 0 NETSHOES MINERS

Sem encaixar uma luta boa sequer nos primeiros quinze minutos de jogo, apesar de sua composição com ótimos campeões para essa situação, a Netshoes Miners viu a RED Canids fazer o que queria no começo da partida e buscando eliminações ao redor do mapa.

Uma boa luta utilizando seus recursos próxima do covil do dragão até trouxe um pouco de esperança para a equipe de Minas, no entanto a demora para fazer isso acontecer aliado a perseguições longas e o roubo do barão por parte do atirador Titan, fizeram com que a RED conseguisse revidar as tentativas de punição inimiga e dispara-se para a vitória.

“Estávamos com uma vantagem muito boa, mas não conseguiamos executar as lutas direito e quando isso aconteceu eles vieram atropelando. Então as lutas eram uma troca de eliminações não tão favoráveis para nós, nessa hora que eles foram Baron a gente já tava pensando o que ia fazer para ganhar tempo e voltar depois. Quando o Titan roubou a gente já ficou: ‘Impossível perder esse jogo’”, observa Aegis sobre a situação de quase virada da Miners.

FURIA 0 x 1 VORAX LIBERTY

No early game mais caótico do dia, FURIA e Vorax Liberty trocaram eliminações por todo o mapa através de jogadas controladas e disputas pelos objetivos, com os Vorazes levando a melhor quando o assunto foi conquistar dragões.

Lutas explosivas, com resultados que mostravam que nenhuma das duas equipes estava 100% em controle da partida, fizeram com que o jogo se estendesse até os 30 minutos quando em uma luta em frente ao Barão a Vorax mostrou-se mais preparada para a luta e garantiu o ace para avançar à base inimiga e levar tudo.

“Acredito que hoje em dia já mostramos ser um time que sabe jogar muito bem o jogo e que não é dependente de só um jogador. Então acho que nesse quesito estamos bem, infelizmente nessa semana jogamos bem abaixo do que poderíamos, mas acho que vamos nos encontrar de novo”, comenta Krastyel sobre o momento da Vorax.

INTZ 0 x 1 FLAMENGO

Para finalizar o dia, os rubro-negros do Flamengo entraram em campo tentando manter sua invencibilidade contra os Intrépidos. Dominante durante o early game, uma jogada do coletivo do Fla na rota inferior foi frustrada através de um bom trabalho de visão por parte da INTZ, que diminuiu a vantagem no ouro com uma boa resposta.

Entre a boa resposta e lapsos de uma virada por parte dos intrépidos, a vantagem voltou a encontrar as mãos do Flamengo, que conseguiu boas lutas pelos objetivos. Com pressão da alma do dragão da montanha, uma boa iniciação na rota do meio dos rubro-negros garantiu o ace da vitória.

"Novamente estamos tendo um início de campeonato bem fraco, na minha opinião. Fico bastante frustrado, não vou mentir, eu esperava mais do nosso início. Ao contrário do split passado em que eu sentia que tínhamos um reflexo bem limpo do que era o treino nas partidas oficiais, acho que esse split está sendo diferente. Temos feito bons treinos e feito boas apresentações nesses, mas temos deixado a desejar no palco. De certa forma não consigo reconhecer meu time nas últimas apresentações", crava Maestro sobre começo da INTZ.

RODADA 4

A segunda etapa do CBLoL 2021 continua no próximo sábado (19) com os seguintes confrontos a partir das 13:00 (horário de Brasília):

• paiN Gaming x LOUD

• Flamengo Esports x FURIA

• VORAX Liberty x RENSGA

• Netshoes Miners x INTZ

• KaBuM! Esports x RED Kalunga

Para ficar por dentro do CBLoL 2021, acesse nossa página especial do torneio.